Cassilândia, Sábado, 06 de Março de 2021

Últimas Notícias

04/02/2021 17:30

Dia Mundial do Câncer: pandemia provocou a sequela do diagnóstico tardio

Especialista disse à RBC que os diagnósticos oncológicos foram retardados por medo da Covid-19, o que causou um ponto negativo: em muitos pacientes a doença chegou a um estágio mais avançado

ABC.Gov
Dia Mundial do Câncer: pandemia provocou a sequela do diagnóstico tardio

Estamos em meio a uma pandemia que matou milhares de pessoas pelo mundo. Mas não se pode baixar a guarda para outras doenças, que podem ser tão agressivas quanto a Covid-19. Esse é o caso do câncer. Nesta quinta-feira, 04/02, é comemorado o Dia Mundial de Combate ao Câncer. E os especialistas alertam para é para a importância do diagnóstico precoce.

De acordo com levantamento do Hospital de Câncer Araújo Jorge, no ano passado, o impacto da pandemia no tratamento oncológico foi expressivo. Houve queda de 30% no fluxo de pacientes nessa unidade de saúde especializada no tratamento do câncer.

O cirurgião oncológico do Hospital Araújo Jorge, Jales Benevides, que também é vice-presidente da Associação de Combate ao Câncer em Goiás (ACCG), concedeu entrevista ao programa O Mundo em sua Casa, das rádios Brasil Central AM e RBC FM. Ele falou sobre o impacto da pandemia para os pacientes da doença.

Diagnósticos retardados
Segundo o médico, nos primeiros meses da pandemia médicos e enfermeiros, assim como o poder público, ficaram perdidos sobre o que fazer naquele momento com os pacientes oncológicos. Houve um lockdown muito grande, as prefeituras deixaram de realizar exames nos pacientes e de encaminhá-los à capital para a capital para tratamento. “Isso fez com que os nossos diagnósticos ao longo dos meses da pandemia fossem retardados ”, comentou.

Ele argumentou que o resultado dessa situação foi um ponto negativo: a doença chegou em um estágio mais avançado, às vezes em casos de urgência e emergência. “Enquanto nossos atendimentos ambulatoriais diminuíram, as nossas urgências e emergências oncológicas aumentaram. Isso aí traz um cenário muito ruim”, lamentou. Conforme o médico, a doença chega num estágio muito avançado. e às vezes sem condições de se oferecer um tratamento oncológico com finalidade curativa.

Jales Benevides lembrou que, só nos últimos meses para cá o atendimento ambulatorial no setor público e privado foi liberado. “Mas a sequela do diagnóstico tardio ficou”, ponderou. Isso porque muitas pessoas deixaram de fazer exames preventivos ao longo do tempo. Para o médico, a sequela ficou e o que está sendo feito agora é administrar essa situação.

 

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 06 de Março de 2021
Sexta, 05 de Março de 2021
13:00
Penso Logo Produzo
Quinta, 04 de Março de 2021
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)