Cassilândia, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

07/09/2014 07:33

Desembargador completa 27 anos no Tribunal de Justiça

TJMS
Desembargador completa 27 anos no Tribunal de Justiça

No dia 7 de agosto de 2014, o Des. Claudionor Miguel Abss Duarte completou 27 anos de exercício na magistratura no cargo de desembargador no Tribunal de Justiça de MS. É a primeira vez que um desembargador alcança tanto tempo no cargo.

Antes de Claudionor, o Des. Rui Garcia Dias foi o que mais tempo permaneceu no cargo, pois atuou por 26 anos e 16 dias. O fato passaria despercebido se não fosse 2014 um ano em que o Tribunal de Justiça passa por completa renovação na formação do Tribunal Pleno.

Para se ter uma ideia, somente este ano os desembargadores Hildebrando Coelho Neto, Josué de Oliveira e João Batista da Costa Marques aposentaram. Os juízes Marcelo Câmara Rasslan e Amaury da Silva Kuklinski foram promovidos ao cargo de desembargador e outros dois juízes convocados para ocupar as vagas restantes até que sejam preenchidas.

Questionado sobre como é chegar a uma fase tão importante na carreira e na vida, já que no mesmo dia ele completou 67 anos, Claudionor não escondeu a emoção. “Fui nomeado muito cedo”, explicou, lembrando que foi empossado no TJMS com 40 anos.

Ao falar sobre os 27 anos como integrante da mais alta Corte de MS, ele garantiu que nada faria diferente. “Foram anos de empenho e dedicação. Salvo por motivo de doença, nunca faltei a uma sessão, nunca disputei cargo em comissão”, e brincou: “tudo que conquistei foi pela antiguidade”.

Ser o decano da Corte, segundo ele, não é fácil. “Pense em ser o mais antigo a cada sessão? A responsabilidade aumenta. Ser o primeiro voto em tudo, sabendo que tem 29 a votar depois de você, não é uma posição confortável. É preciso muita responsabilidade com o que se fala, com o conteúdo do voto. Devemos pensar bem, refletir e principalmente saber ouvir. E ouvir o silêncio”, confessou.

Algum arrependimento? “A gente tem que seguir o caminho, tem que olhar pra frente. É lógico que estou feliz trabalhando, mas não tem mais ninguém na ativa que conheci quando tomei posse. Naquela época eram 11 desembargadores e fomos quatro empossados. Todos já aposentaram e alguns até faleceram, só eu estou na ativa ainda”, contou.

Com os olhos marejados de emoção depois de contar uma das muitas histórias vividas em quase três décadas de magistratura, Claudionor garantiu: “Aposentar? Uma hora vou ter que deixar o Tribunal, mas sem olhar pra trás. É pra frente que se olha e temos ainda muita coisa para fazer. Devemos pensar no futuro. E o futuro é agora”, concluiu.

Conheça – Nascido em Albuquerque, pequeno distrito de Corumbá, Claudionor formou-se em Ciências Jurídicas e Sociais pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo – Faculdade Paulista de Direito. Ingressou na magistratura como desembargador na vaga correspondente ao quinto constitucional reservada aos advogados em 1987.

Antes de ser desembargador, foi presidente e vice-presidente da OAB/MS, Secretário de Estado e Segurança Pública e foi o primeiro procurador do Estado de Assuntos Administrativos, na época da divisão MT/MS.

Claudionor foi Corregedor-Geral de Justiça no biênio 1993/1994; vice-presidente e corregedor do TRE/MS, no biênio 2001/2002, presidiu o TRE/MS no biênio 2003-2004 e o Tribunal de Justiça no biênio 2005/2006. Em 2012 deixou de atuar na Câmara e na Seção Criminal para voltar à área Cível.

Autor da notícia: Secretaria de Comunicação Social - imprensa@tjms.jus.br

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 18 de Dezembro de 2017
Domingo, 17 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Sábado, 16 de Dezembro de 2017
Sexta, 15 de Dezembro de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)