Cassilândia, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

20/08/2015 10:03

Depois oito anos, júri absolve ex-vereador pelo assassinato do irmão

Viviane Oliveira, Campo Grande News

Após 15 horas de julgamento, o júri popular que ocorreu ontem em Terenos, distante 75 quilômetros de Campo Grande, inocentou o ex-vereador Hélio Locks e o administrador de fazenda Milton de Souza Brito. Hélio foi acusado de matar há 8 anos o irmão Sérgio Locks. O plenário da Câmara Municipal, local onde ocorreu o julgamento, ficou lotado pelos familiares dos absolvidos.

Conforme informações de Mauro Marques, da Rádio FM Vitória, o corpo de jurados foram convencidos pelo advogado de defesa, que sustentou que não havia motivos para que Hélio matasse o irmão. No total, 12 testemunhas foram ouvidas. O júri foi composto por quatro homens e duas mulheres e presidido pelo pelo juiz Marco Antônio Montagnana Morais.

O Ministério Público indicou várias provas contra o ex-vereador, como por exemplo, o tiro que matou Sérgio saiu de um rifle calibre 22 que pertencia a Hélio, porém não apresentou a motivação do homicídio. O juiz encerrou a contagem dos votos, quando percebeu que a maioria era a favor da absolvição.

O caso - O crime aconteceu em julho de 2007, na Fazenda Santa Rosa, na zona rural do município de Terenos. Sérgio foi atingido por quatro tiros de rifle, calibre 22. A vítima foi ferida por um disparo na perna e três na clavícula esquerda.

Na época o caso ganhou repercussão, porque Hélio era vereador na cidade. Já Sérgio, morava em Blumenau (SC) e estava passeando em Mato Grosso do Sul. Conforme a denúncia do Ministério Público, Hélio levou a vítima até uma mata de difícil acesso com o pretexto de caçar animais silvestres. No local, ele esperou o irmão subir em uma árvores para efetuar os disparos.

O primeiro tiro atingiu a coxa direita de Sérgio, fazendo com que despencasse da árvore. Em seguida, foi alvejado com mais quatro disparos, sem que houvesse qualquer possibilidade de defesa.
Conforme a sentença, depois de matar o irmão, Hélio foi até a cidade e de lá telefonou para Milton pedindo, que fosse ao local do crime e de lá retirasse a arma usada na execução. Durante a investigação do caso, o paradeiro da arma foi descoberto e a perícia concluiu que os projéteis encontrados no corpo da vítima saíram do rifle, que pertencia a Hélio.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 11 de Dezembro de 2017
20:42
Loteria
10:00
Receita do dia
Domingo, 10 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)