Cassilândia, Domingo, 10 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

23/08/2016 18:00

Déficit nas contas externas em julho atinge menor nível em sete anos

Agência Brasil

 

O aumento das exportações e a redução das importações e dos gastos de brasileiros no exterior fez o déficit nas contas externas fechar julho no menor nível para o mês desde 2009. Segundo dados divulgados há pouco pelo Banco Central (BC), a conta de transações correntes fechou o mês passado com resultado negativo de US$ 4,05 bilhões.

A última vez em que o déficit tinha ficado em nível inferior para meses de julho tinha sido em 2009, quando o indicador tinha registrado resultado negativo de US$ 2,555 bilhões. No acumulado de 12 meses, as contas externas têm déficit de US$ 27,9 bilhões, o equivalente a 1,57% do Produto Interno Bruto (PIB, soma das riquezas produzidas no país). O percentual é o menor registrado desde novembro de 2009.

As transações correntes ou contas externas englobam o saldo da balança comercial (exportações menos importações), a conta de serviços (entrada e saída de serviços entre o Brasil e o exterior), a conta de rendas (que inclui remessas de lucros e pagamento de juros e dividendos) e as transferências unilaterais (que englobam doações de emigrantes e de organizações não governamentais).

O indicador mede a vulnerabilidade do país a crises internacionais. Quanto menor o déficit, menos o país é afetado por uma eventual fuga de capitais. Para este ano, o Banco Central projeta déficit de US$ 16 bilhões nas contas externas. A estimativa só será revisada em setembro.

Os déficits nas contas externas são cobertos por meio dos investimentos estrangeiros diretos, quando empresas estrangeiras abrem negócios e criam empregos no país, e pelos investimentos em carteira, que abrangem o mercado financeiro e são a conta que registram maior volume de fuga em meio a crises internacionais.

Os investimentos estrangeiros diretos somaram US$ 33,894 bilhões de janeiro a julho, montante 8,2% inferior ao registrado no mesmo período do ano passado. Para o ano, o Banco Central projeta investimento estrangeiros diretos de US$ 70 bilhões, volume um pouco menor que os US$ 75,1 bilhões registrados em 2015.

Edição: Maria Claudia

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 10 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Sábado, 09 de Dezembro de 2017
09:09
Cassilândia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)