Cassilândia, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

25/05/2004 15:55

Deficientes: Governo estuda melhoria do atendimento

Irene Lôbo / ABr

O governo está discutindo a inclusão de serviços de assistência odontológica, atenção domiciliar e a inserção da reabilitação nas ações básicas de saúde voltadas para os portadores de deficiência. Segundo a coordenadora da área técnica de Saúde da Pessoa com Deficiência do Ministério da Saúde, Sheila Miranda, estados e municípios trabalharão para ampliar a assistência às pessoas com deficiência.

“Já iniciamos uma discussão para ampliar o atendimento não só para reabilitação e concessão de órteses e próteses, mas também nessas outras áreas”, informou Sheila.

Dos 170 milhões de brasileiros, 24,5 milhões declaram-se portadores de alguma deficiência, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A maioria vive na região Sudeste (9,3 milhões), seguido pelo Nordeste (7,9 milhões), Sul (3,5 milhões), Norte (2 milhões) e Centro-Oeste (1,6 milhão).

O Ministério da Saúde prevê um orçamento anual de R$ 255,6 milhões para o atendimento a pessoas portadoras de deficiência, seja na área visual, motora, física, mental ou auditiva. Além da assistência dos profissionais de saúde, o dinheiro é gasto com a compra de órteses, próteses, cadeiras de rodas, bengalas, andadores, aparelhos auditivos e óculos.

Apesar de volumoso, os recursos nem sempre chegam às comunidades mais carentes e ao interior do país. Segundo Sheila, isso acontece porque algumas regiões carecem de pessoal para melhorar a gestão local dos recursos, dificuldade encontrada principalmente nas regiões Norte e Nordeste.

“A verdade é que muitas vezes a gestão local dificulta o atendimento. Faltam ainda recursos humanos suficientes para atuarem no interior dos estados, a reabilitação acontece ainda muito nas capitais”, explica.

O problema poderá ser resolvido caso o Ministério da Saúde decida inserir a reabilitação nas ações de atenção básica à saúde, como o Programa Saúde da Família, que atua de forma descentralizada.

“Eles também poderiam implantar mais centros de reabilitação gratuitos para a população em geral e fazer campanhas preventivas para evitar acidentes de carro, mergulhos perigosos e acidentes em geral”, sugere Cristiano Cajazeira, de 18 anos, que há dois anos fraturou a coluna vertebral quando, sem perceber, mergulhou num local de pouca profundidade.

Segundo a técnica do Ministério da Saúde, Sheila Miranda, os portadores de qualquer tipo de deficiência podem procurar informações sobre os centros de reabilitação da cidade onde moram nas secretarias estaduais ou municipais de Saúde. Hoje existem 221 unidades de reabilitação cadastradas pelo Sistema Único de Saúde (SUS) em todo o Brasil.

“Cada secretaria estadual ou municipal de saúde tem uma pessoa de referência na área de atenção à pessoa com deficiência. Essa pessoa tem uma relação das instituições que atendem pessoas com deficiência. O cidadão também pode ser reportar à nossa coordenação, que também dispõe de uma relação de instituições que dão suporte às pessoas com qualquer tipo de deficiência, seja auditiva, seja mental ou motora”, informa Sheila.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Quarta, 13 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Terça, 12 de Dezembro de 2017
20:48
Loteria
Segunda, 11 de Dezembro de 2017
20:42
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)