Cassilândia, Sábado, 10 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

19/12/2006 13:05

Corpo encontrado na Bolívia era de albergado brasileiro

Marcelo Fernandes e Rosana Nunes - Corumbaonline

Trabalho conjunto entre a Polícia Nacional da Bolívia, Polícias Civil; Militar e Militar Ambiental, de Corumbá, identificou, há pouco, o homem encontrado morto na Bolívia, na manhã de hoje, 19 de dezembro. Trata-se de Wendel Nunes Ferreira, 25, que cumpria pena em regime semi-aberto. Ele tinha sido preso em abril de 2005, acusado de tráfico de drogas.

O corpo de Wendel foi encontrado amarrado e com um tiro, em um matagal próximo à estrada de acesso a Puerto Suarez, distante cerca de 6 quilômetros da área de fronteira. Segundo a avaliação inicial da perícia da Polícia Civil, não chegou a ser queimado, mas material inflamável foi jogado sobre ele.

Os peritos estiveram no local para fazer a “avaliação da área”, uma vez que o “crime teve início no Brasil”, explicou ao Corumbá On Line o delegado plantonista, Gustavo Vieira. O corpo foi levado para um hospital de Puerto Quijarro, onde após a tramitação legal, será encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) corumbaense.

As primeiras informações dão conta que Wendel Nunes Ferreira estaria na casa da atendente de enfermagem Edith Ayala, 37, no momento que ela foi seqüestrada, na manhã desta segunda-feira, dia 18. A mulher foi morta com três tiros e teve o corpo parcialmente queimado. Ele teria levado os dois seqüestradores brasileiros até a casa da vítima. Agora, a Polícia busca descobrir como ele foi levado até a Bolívia, onde foi morto.

O cabo da PMA, José Garcia Moreno, que estava com Edith quando ela foi seqüestrada, disse que Wendel não foi levado no carro que os transportou até a Bolívia. Moreno reafirmou que ela era apenas “conhecida” dele e foi até a rodoviária buscá-la atendendo a um pedido da vítima. Segundo o policial ambiental, que acompanha os trabalhos na Bolívia, ele foi amarrado mas conseguiu escapar dos bandidos já em território boliviano.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 10 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do dia
Sexta, 09 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)