Cassilândia, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

25/11/2010 09:10

Corpo de Bombeiros quer implantar motossocorrismo no interior do Estado

Bianca de Freitas Caruso, noticiasms
foto Rachid Waquedfoto Rachid Waqued

Campo Grande (MS) – Os municípios de Corumbá, Dourados e Três Lagoas devem ser contemplados ano que vem com o serviço de motossocorrismo que auxilia o trabalho do atendimento de emergências das unidades de resgate do Corpo de Bombeiros Militar de Mato Grosso do Sul.



A informação é do chefe do Centro de Resgate e Atendimento Pré-Hospitalar, major Marcello Frahia, que afirma que o serviço implantado em Campo Grande no mês de julho do ano passado reduziu em 20% o tempo de resposta no atendimento das emergências. “Conseguimos comprovar que este serviço reduz o tempo de resposta e também gastos com manutenção e consumo de combustível”, afirma. Para o interior do Estado ainda não há data definida para a implantação do serviço.

De acordo com Marcello Frahia, os bombeiros do motossocorrismo passaram por uma capacitação na Polícia do Exercito e até hoje nenhuma equipe sofreu algum tipo de acidente. Os motossocorristas atuam nos grupamentos do Centro de Campo Grande, localizado na rua 14 de Julho e na Avenida Costa e Silva. “As equipes cobrem as regiões norte e sul onde ocorre o maior número de ocorrências”, explica.

Marcello Frahia explica ainda que cada equipe é formada por duas motocicletas, uma transportando material para emergência clínica e outra levando material para emergência traumática. “O tempo de resposta está entre 5 e 7 minutos e ao chegar ao local as motos prestam os primeiros atendimentos até a chegada da unidade de resgate. Às vezes, dependendo do acidente nem é preciso o deslocamento de uma estrutura maior como as unidades de resgate”, conta. Dentro das mochilas das equipes há desfibriladores, equipamentos para respiração artificial, além de kits específicos para cada urgência como queimaduras, gestantes, entre outros.



O chefe do Centro de Resgate e Atendimento Pré-Hospitalar informa que os motossocorristas auxiliam em grande parte nos acidentes automobilísticos. “Este ano a média mensal é de 486 atendimentos contra 440 no ano passado. O maior número de ocorrências é com os motociclistas, isto é, de cada dez acidentes, sete envolvem condutores de motos”, alerta.



Segundo Marcello Frahia, cada moto equipada com rádio transmissor custa em média R$ 15 mil.




Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 18 de Dezembro de 2017
Domingo, 17 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)