Cassilândia, Sexta-feira, 09 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

05/06/2009 08:09

Como mobilizar a sociedade para defesa do meio ambiente

Marluce de Castro Vilela

De um lado sabemos que somente o povo nas ruas é que fez o movimento das diretas. Mas, por outro lado, sabemos como é difícil hoje mobilizar pessoas por qualquer causa.
Defender o meio ambiente significa defender o nosso futuro, o futuro dos jovens.
Na ECO/92 foram aprovados acordos significativos, como o fortalecimento do papel das Organizações Não Governamentais e a realização de parcerias para o desenvolvimento sustentável.
Mas tudo demora muito quando esperamos que só o governo resolva. A lei dispõe sobre o serviço voluntário saiu em fevereiro de 1998. A nova lei das ONGs saiu em março de 1999.
E a sua regulamentação é de junho de 1999. A lei que instituiu a Política Nacional de Educação Ambiental também é de abril de 1999.
E quantos conhecem a Lei? E quantos cumprem a Lei?
Precisamos estar vigilantes. O momento exige participação da sociedade em todas as esferas. O momento exige parcerias com o poder público e com as empresas.
Como mobilizar?
Não temos receitas. Ninguém tem.
Aos políticos podemos dizer:
Institua o maior número possível de conselhos comunitários, de saúde, de educação, de alimentação escolar, de segurança, da criança, do jovem, da terceira idade. E ouça o povo por meio dos conselhos. Permita a participação, governe com a comunidade.
De treinamento aos participantes dos conselhos para o exercício da cidadania.
Promova campanhas, valorize as iniciativas da comunidade, permita que todos sejam úteis.
Institua prêmios para bons projetos.
Tenha objetivos claros que reflitam as necessidades da comunidade, use a sua força política para apoiar projetos da comunidade.
Façam leis necessárias a todos e não apenas para um restrito grupo de interesses.
Faça uma administração transparente, preste contas, mostre que está interessado no crescimento da sociedade.
Faça um plano de governo em conjunto com a sociedade.
Para a comunidade podemos dizer:
Participe de tudo: do conselho de escola, da associação de pais e mestres, dos conselhos comunitários, do seu sindicato das associações beneficentes, da sua igreja, participe até do seu condomínio.
Organize festas, comemore todos os fatos, invente uma coisa para todos participarem, use a criatividade.
Seja voluntário numa associação. Isso pode representar um futuro emprego ou, no mínimo, experiência profissional tão exigida no mundo do trabalho. Isso pode significar que você vai poder mostrar o que sabe fazer. Pode ser que alguém o descubra.
Para as ONGs podemos dizer:
Reúna a sua equipe, o seu time, faça o seu projeto.
- Valorize uma equipe multidisciplinar, encontre pessoas com habilidade para mobilização.
- Monte um setor de voluntários e ajude a profissionalizar os nossos jovens.
- Profissionalize a sua Instituição, tenha bons gerentes de projetos, faça captação de recursos, remunere os participantes.
- Busque parcerias. Um bom projeto é aquele que envolve o poder público, a iniciativa privada e a sociedade.
- Faça projetos de sucesso, que tenham público e lembre-se que o se primeiro parceiro é o público do seu projeto.
A todos podemos dizer:
- Tenham projetos, façam projetos, divulguem seus projetos, vendam seus projetos, participe com o que você sabe fazer. Isso pode significar lucro, emprego e bons parceiros na construção da sociedade.
- Esperamos ter criado em todos a esperança de que é possível mobilizar a comunidade para projetos que elas escolham e dos quais ela participa.
- Cuidem da educação das nossas escolas. Fiscalizem a aplicação dos recursos da educação, façam uma escola de qualidade, valorizem os professores. Na educação estão todas as nossas esperanças de formar um cidadão e a sociedade que merecemos.
Encontremos juntos alternativas para os nossos jovens, para a eliminação da violência, para o desemprego, para o meio ambiente, enfim, para a vida numa sociedade democrática e participativa.

Marluce de Castro Vilela, graduada em Ciências, acadêmica do 2º ano do curso de Tecnologia em Gestão Ambiental.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 09 de Dezembro de 2016
Quinta, 08 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do dia
09:00
Maternidade
Quarta, 07 de Dezembro de 2016
20:20
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)