Cassilândia, Quarta-feira, 07 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

20/01/2016 06:50

Comissão de Direitos Humanos retorna ao MS; tensão se agrava

Midiamax

A Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara dos Deputados retorna a Mato Grosso do Sul após a tensão nos últimos dias em Juti entre os Guarani e Kaiowá, da TI Taquara e os proprietários da fazenda Brasília do Sul.

 

De acordo com o deputado e presidente do colegiado Paulo Pimenta (PT-RS), a comitiva chegará na manhã desta quarta-feira (20) na área dos ataques contra indígenas.

Indígenas da TI Taquara denunciaram que no último final de semana foram ameaçados de morte por “homens armados”, que teriam ligação com os proprietários da fazenda Brasília do Sul, localizada dentro de área declarada indígena.

Em janeiro de 2003, o cacique Marcos Verón, com 72 anos, foi assassinado. Na época, o Ministério Público Federal denunciou 28 pessoas pelo crime, entre eles, Jacinto Onório da Silva, proprietário da Fazenda Brasília do Sul, como mandante do assassinato.

Em 2010, o Ministério da Justiça reconheceu a área sob disputa como território dos Guarani e Kaiowá. Desde então, indígenas aguardam a homologação da área pelo Governo Federal.

Com isso a Comissão de Direitos vem ao Estado pela sexta vez para impedir violações contra os Guarani e Kaiowá. A última vez foi em setembro do ano passado quando indígenas do Tekohá Guyra Kamby'i de Douradina foram atacados e o indígena Semião Vilhalva, do Tekohá Ñande Ru Marangatu, foi assassinado em Antônio João.

Também em 2015, o deputado Pimenta e o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo vieram ao Estado e se reuniram com lideranças do Poder Executivo estadual na tentativa de estabelecer um acordo entre indígenas e ruralistas. Dados do Conselho Indigenista Missionário (Cimi) revelam que nos últimos 11 anos, mais da metade dos assassinatos de indígenas no país ocorreram no Mato Grosso do Sul.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Quarta, 07 de Dezembro de 2016
03:14
Loteria
Terça, 06 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do Dia
09:00
Maternidade
Segunda, 05 de Dezembro de 2016
21:32
Loteria
13:15
Cassilândia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)