Cassilândia, Domingo, 04 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

01/05/2005 14:40

Começa a campanha contra a febre aftosa

Rosamélia de Abreu/ABr

Os pecuaristas de 15 estados, além do Distrito Federal, devem vacinar 123,8 milhões de cabeças de gado contra a febre aftosa a partir deste domingo. A medida deve garantir ao país a posição de maior exportador mundial de carne bovina conquistada há dois anos. O Brasil tem o maior rebanho bovino comercial do mundo, com 195 milhões de animais. No ano passado, o Brasil exportou 1,156 milhão de toneladas de carne bovina, equivalentes a US$ 3,457 bilhões.

De acordo com o secretário de Defesa Agropecuária do Ministério da Agricultura, Gabriel Alves Maciel, a participação dos produtores e dos governos estaduais é muito importante para o sucesso da campanha. "Nós pedimos e encorajamos todos os produtores a participarem da campanha, que é a forma mais simples de erradicar a doença do Brasil. Basta vacinar duas vezes por ano", afirma.

A campanha se realiza em maio e novembro e conta também com o apoio dos governos estaduais, que a executam, e a iniciativa privada por meio da Confederação Nacional da Agricultura..Maciel lembra que a meta do governo é erradicar a febre aftosa no país em 2006. "A meta de erradicar a aftosa até o ano que vem é agressiva e estamos trabalhando para consegui-la. Com isso, nós vamos contribuir para que a América do Sul esteja livre da doença até 2009", diz o secretário.

Segundo ele, 86% do rebanho nacional estão livres da aftosa, mas a vacinação ainda é necessária. Santa Catarina é o único estado livre da doença sem vacinação. "É preciso manter de forma permanente esse processo de campanha de vacinação e educação sanitária. Com isso, vamos atingir nossa meta no período programado", destaca.

A campanha começa simultaneamente nos estados do Acre, Amapá,Rondônia, Amazonas, Pará, Maranhão, Sergipe, Piauí, Tocantins, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Goiás, Minas Gerais e São Paulo e Paraná, além do Distrito Federal, e termina no dia 31 de maio.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 03 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do Dia
06:50
Loterias
Sexta, 02 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)