Cassilândia, Quinta-feira, 17 de Agosto de 2017

Últimas Notícias

09/08/2017 10:40

Chanceleres rejeitam Constituinte venezuelana e respaldam instituições

Agência Brasil

 

Os chanceleres e representantes de 17 países das Américas, reunidos em Lima, no Peru, afirmaram nessa terça-feira (9) que não vão tolerar golpes militares e que apoiarão as instituições democráticas da Venezuela, acrescentando que desconhecem a Assembleia Constituinte instalada sexta-feira passada (4). A informação é da Agência EFE.

Em reunião na capital peruana para discutir a crise na Venezuela, o chanceler chileno, Arauto Muñoz, disse que seu país "não aceita golpes militares, autogolpes ou levantes militares". 

"Queremos que se restabeleça a ordem democrática, por meio de uma negociação crível, sincera, com efeitos reais", declarou Muñoz. Para ele, "há vontade de contribuir para uma saída negociada pelos próprios venezuelanos para que definam seu futuro".

O secretário de Relações Exteriores do México, Luis Videgaray, destacou o respaldo do grupo ao Parlamento venezuelano, de maioria opositora, e insistiu que os atos jurídicos, como contratos e financiamentos internacionais, que o governo venezuelano solicitar só serão reconhecidos quando forem aprovados pela assembleia. "Essa medida valida nossa postura a favor das instituições democraticamente eleitas na Venezuela".

O ministro das Relações Exteriores do Brasil, Aloysio Nunes, afirmou que não se pode "admitir a continuidade desse horror" na Venezuela, ao comentar a suspensão do país do Mercosul, por tempo indeterminado, aprovada pelo bloco no último fim de semana.

A chanceler do Panamá, Isabel de Saint de Malo, destacou que esse grupo de países, que se reuniu em Lima, não deixará o povo venezuelano sozinho. "Estaremos vigilantes pelo retorno à democracia e vemos com bons olhos a decisão de seguir de perto a situação".

Participaram da reunião em Lima representantes de Brasil, da Argentina, do Canadá, Chile, da Colômbia, Costa Rica, Guatemala, de Honduras, México, do Panamá, Paraguai e Peru, entre outros.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Quarta, 16 de Agosto de 2017
10:00
Receita do dia
09:19
Cassilândia
Terça, 15 de Agosto de 2017
17:30
Estudos
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)