Cassilândia, Segunda-feira, 11 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

18/09/2008 12:46

Cassilândia: Presos acusados da morte de Felipe Ribas

Os irmãos Leandro e Diego Correa Rodrigues se apresentaram hoje ao juiz Silvio Prado, que decretou a prisão preventiva dos dois, acusados do atropelamento e morte de Felipe Ribas. Foram encaminhados à Delegacia de Polícia para serem ouvidos pelo delegado Paulo Rossetto. Segundo o delegado resolveram utilizar do direito constitucional de permanecerem calados. Estavam acompanhados pelo advogado de defesa Ademir Cruvinel.


Entenda o caso segundo nota enviada à imprensa pelo delegado Paulo Rossetto:


Segundo o relato das testemunhas presenciais, no dia 06 de setembro de 2008, por volta das 01h20min, LEANDRO CORREA RODRIGUES foi ao AUTO POSTO SÃO PAULO, EM CASSILÂNDIA, com mais duas mulheres. Após as mulheres desceram e se dirigirem à conveniência do AUTO POSTO SÃO PAULO, LEANDRO ficou encarando FELIPE, o qual perguntou aquele o que ele queria. LEANDRO disse que voltaria logo, tendo deixado o local com a duas mulheres.
LEANDRO procurou por seu irmão DIEGO e ambos voltaram ao AUTO POSTO SÃO PAULO, mas DIEGO foi à frente fazendo uso de um veículo GOL, e chegou ao local acompanhado de ADRIANO CARRIJO DE JESUS, vulgo BRANCÃO e da pessoa conhecida como DURSO, tendo efetuado uma manobra conhecida como CAVALO-DE-PAU, tendo descido já provocando FELIPE E HERCULANO, perguntando quem queria brigar com seu irmão.
Iniciou-se uma discussão entre todos, sendo que FELIPE encontrava-se a menos de um metro e meio do meio fio da rua, do lado oposto ao AUTO POSTO SÃO PAULO, e DIEGO já estava sob a calçada, quando alguém gritou “olha o carro”.
LEANDRO conduzindo o veículo UNO pela rua ANTÔNIO PAULINO em alta velocidade, estando inicialmente em sua mão de direção, mas ao se aproximar do AUTO POSTO SÃO PAULO, entrou em sua contramão de direção, jogou o carro contra FELIPE, que não teve nenhuma oportunidade de defesa, vindo a matá-lo.
LEANDRO não diminui a velocidade e após colidir com FELIPE deixou o local em alta velocidade.
DIEGO, ADRIANO CARRIJO DE JESUS, vulgo BRANCÃO e a pessoa conhecida como DURSO também deixaram o local, mas como testemunhas haviam retirado as chaves do carro GOL, deixaram o local à pé.
Ambos os veículos foram apreendidos.
LEANDRO CORREA RODRIGUES E DIEGO CORREA RODRIGUES também são acusados do homicídio contra Edson Dias de Queiroz, estando a audiência desse crime marcada para o dia 26.09.08.
Em virtude da gravidade dos fatos, foi decretada a PRISÃO PREVENTIVA de ambos os acusados, os quais estão FORAGIDOS DA JUSTIÇA.
A Polícia Civil solicita à população que informe o paradeiro dos acusados, mesmo que anonimamente, para que os mesmos possam ser presos.


SAIBA COMO FOI O OUTRO HOMICÍDIO QUALIFICADO PELA UTILIZAÇÃO DE RECURSO QUE DIFICULTOU A POSSIBILIDADE DE RESISTÊNCIA DA VÍTIMA, PERPETRADO PELOS MESMOS ACUSADOS. IP 137/07.

No dia 23 de junho de 2007, por volta das 20h00min, na Avenida Juscelino K. de Oliveira, DIEGO CORREA RODRIGUES e LEANDRO CORREA RODRIGUES, tentaram matar EDSON DIAS DE QUEIROZ, efetuando disparos de arma de fogo, o qual foi encaminhado ao Hospital local, tendo vindo a óbito em 02 de julho de 2007.
Após discussão entre acusados e vítima, LEANDRO CORREA RODRIGUES efeutou dois disparos de arma de fogo contra a vítima atingindo-a.
LEANDRO CORREA RODRIGUES deixou sua residência na companhia de seu irmão DIEGO CORREA RODRIGUES, sendo que o mesmo já trazia consigo o revólver calibre 38.
Ambos os acusados ao chegarem em um bar localizado na Avenida Delegado JAIR ANTÔNIO FAINER foram abordados pela vítima, tendo inciado uma discussão entre eles.
Durante a oitiva das testemunhas, observa-se a forma covarde como a vítima foi morta.
Após o entrevero entre EDSON DIAS DE QUEIROZ e os acusados DIEGO CORREA RODRIGUES e LEANDRO CORREA RODRIGUES, já cessada as agressões, EDSON deixava o local, sendo amparado por GLAUBI e sua mulher MAISA APARECIDA ALVES DA SILVA.
O bar onde as lesões corporais iniciais ocorreram, fica na Avenida Delegado JAIR ANTÔNIO FAINER, defronte o RECINTO DA FESTA DO PEÃO LOCAL, e EDSON, JUNTAMENTE COM GLAUBI E A MULHER DESSE, já haviam cruzado a rodovia MS 306 estando na Avenida JK, quando foram novamente abordados pelos acusados que descendo do carro, foram em direção a EDSON que esconceu-se atrás de um poste, momento em que, DIEGO pegou sua cabeça e a bateu contra o poste.
Não contente com o ato de brutalidade, covardemente LEANDRO aproximou-se da vítima e efetuou os disparos de arma de fogo os quais atingiram a vítima, a qual veio a óbito.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 11 de Dezembro de 2017
20:42
Loteria
10:00
Receita do dia
Domingo, 10 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)