Cassilândia, Quarta-feira, 07 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

20/10/2009 14:00

Cassilândia: Preso diz que se formou médico na Bolívia

Fausto Silva Júnior preso na madrugada de hoje quando o delegado Paulo Rossetto descobriu que não era o médico Tiago Oliveira Costa, como se apresentou, contou que se formou em medicina na Bolívia. Estaria usando a identificação do médico, que reside no Estado de São Paulo, porque não teria conseguido a validação do seu diploma no Brasil.

O delegado Paulo Rossetto contou este detalhe ao Cassilândianews, mas ao mesmo tempo fez questão de dizer que não sabia se a história era verífica, bem como se o nome do detido é realmente Fausto Silva Júnior.

Ele consegue convencer as pessoas com facilidade, revelou. A polícia já pensava em liberá-lo por volta das 15 horas de ontem, quando o delegado resolveu blefar. Informou ao acusado que tinha recebido informação de São Paulo sobre o médico Tiago e ele era loiro e de olhos azuis. Fausto sentiu que não dava mais para prosseguir com a sua história e abriu o jogo. Quando o delegado contou que tinha blefado, Fausto sentiu que tinha caido.

A Polícia Civil está enviando para todos os lugares que existem inquéritos contra o médico, para que seja dado baixa em seu nome e colocando no lugar o do preso na madrugada de hoje. Segundo Paulo Rossetto, foi informado de que o médico Tiago Oliveira Costa, que se formou em nosso Estado, está tendo muito prejuízo com a clonagem de seus documentos.

A foto do acusado será divulgada ainda hoje pela Polícia Civil.

Veja o boletim de ocorrência divulgado pela Polícia Civil de Cassilândia sobre o assunto:

FAUSTO SILVA JÚNIOR


Na data de 19.10.09, por volta das 14h00min, a Autoridade Policial recebeu informação anônima informando que havia uma pessoa do sexo masculino na cidade de Cassilândia, identificando-se como sendo TIAGO, e seria médico.
A informação anônima também dizia que essa pessoa dizia que havia perdido seus documentos pessoais e que estaria vendendo um computador pessoal, pois como perdeu todos os seus documentos e não estava conseguindo sacar dinheiro, precisa pagar a conta o HOTEL.
A informação anônima também descrevia as características físicas da pessoa e suas vestimentas.
Os Investigadores de Policia Judiciária GUILHERME, SANDRA E MAIKOL BELLO, e o CB PM EVALDO, diligenciaram pela cidade quando então encontraram o suspeito em um restaurante próximo à RODOVIÁRIA local e ele acompanhou os Policiais até essa Unidade Policial, onde ele identificou-se como sendo MÉDICO, DE NOME TIAGO DE OLIVEIRA COSTA, inclusive fornecendo seu nº de CRM, e todos os dados de TIAGO DE OLIVEIRA COSTA, como nome da mãe, pai, nº de CPF, e afirmava constantemente ser MÉDICO.
O acusado não portava nenhum documento pessoal.
Ao iniciar as investigações checando as informações do FALSO TIAGO, a AUTORIDADE POLICIAL manteve contato com o SECRETÁRIO DE SAÚDE DA CIDADE DE SÃO GABRIEL D’OESTE, pois o acusado dizia que tinha uma reunião com ele, pois iria começar a trabalhar no local.
Funcionário da SECRETARIA DE SAÚDE DE SÃO GABRIEL D’OESTE confirmou que realmente estava agendado uma entrevista de emprego com o MÉDICO DR. TIAGO, mas que ainda não havia nada certo quanto ao emprego.
O acusado ainda passou o nome de outra servidora pública de SÃO GABRIEL D’OESTE que o conheceria, e a AUTORIDADE POLICIAL manteve com ela, a qual realmente disse que conhecia um médico com o nome de TIAGO.
Continuando com as diligências a AUTORIDADE POLICIAL manteve contato o CREMESP, ou seja, CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA EM SÃO PAULO, e encaminhou uma fotografia do FALSO TIAGO, quando foi informado que a fotografia que havia encaminhado não correspondia a fotografia de TIAGO DE OLIVEIRA COSTA, e que o referido CONSELHO manteve contato com o VERDADEIRO DR. TIAGO, o qual informou que seus documentos pessoais foram clonados, e estava sofrendo sérios prejuízos em virtude da ação do acusado, ora detido nessa Unidade Policial.
Enquanto o acusado estava nessa Unidade Policial foi registrado um BOLETIM DE OCORRÊNCIA pela empresa ESPLANADA HOTEL, local onde o acusado hospedou-se e deixou o local sem pagar, tendo gasto no local o valor de R$ 88,00 (oitenta e oito reais).
Antes de obtermos a qualificação correta do acusado é que foi elaborado o Boletim de Ocorrência referente ao crime perpetrado pelo acusado no HOTEL ESPLANADA, e o acusado fez inserir no Boletim de Ocorrência, dados falsos sobre sua identificação.
NO HOTEL PARAÍSO DOS SONHOS, onde encontraram o acusado estava em seu poder um computador notebok, apreendido, além de documentos em nome de outras duas pessoas, as quais se comprovou através de investigação que foram vítimas do crime de roubo em CAMPO GRANDE, mas o acusado nega a prática do roubo afirmando ter recebido os documentos de terceira pessoa.
Constatou-se a existência de Boletins de Ocorrências registrados em CAMPO GRANDE E DOURADOS pelos crimes de APROPRIAÇÃO INDÉBITA E ESTELIONATO EM NOME DE TIAGO, mas que na realidade haviam sido perpetrado por FAUSTO SILVA JÚNIOR, o verdadeiro nome do acusado.
FAUSTO já esteve preso em AQUIDAUANA POR CRIME DE ROUBO, segundo ele, tendo sido colocado em liberdade na data de 08.07.09.
O acusado FAUSTO SILVA JÚNIOR também perpetrou outros crimes na cidade de ANDRADINA/SP e alegou ser médico formado na BOLÍVIA, mas como sua situação estava irregular no BRASIL, iria usar o nome de TIAGO para atuar como médico.
O ACUSADO ainda hospedou-se em HOTÉIS EM CAMPO GRANDE e outras cidades de SÃO PAULO com o nome FALSO, perpetrando o crime de estelionato, fatos ainda a serem apurados.

Cassilândia, 20 de outubro de 2009.



PAULO H. R. DE SOUZA,
Delegado de Polícia.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Quarta, 07 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do dia
09:00
Maternidade
03:14
Loteria
Terça, 06 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do Dia
09:00
Maternidade
Segunda, 05 de Dezembro de 2016
21:32
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)