Cassilândia, Segunda-feira, 05 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

16/04/2007 13:57

Cassilândia: entrevista do prefeito

Fernanda Mathias/Campo Grande News

Após descoberta de um esquema que pode ter desviado milhões da prefeitura de Cassilândia, o município passará a receber impostos por meio de conta bancária. Em entrevista coletiva concedida esta manhã, veiculada pela Rádio Patriarca, o prefeito Donizete de Freitas (PT), disse que já foi determinado à Procuradoria Jurídica que realize estudos para contratação de agência bancária recebimento dos tributos, como é o caso do IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano). O município arrecada mensalmente cerca de R$ 1,6 milhão.

"O nosso sistema é antigo e se ficar comprovado que permite desvio vamos imediatamente tomar previdência", disse. Além disso, foi montada sindicância para apurar os fatos na esfera administrativa. Na Justiça, o Ministério Público Estadual ingressou com ação civil pública e, se constatado desvio, os cinco servidores que foram presos podem ser indiciados por crimes de peculato, improbidade e até formação de quadrilha. As prisões foram prorrogadas. A polícia encontrou mais de R$ 580 mil na casa de um dos servidores.

O prefeito afirmou que, além da Comissão de Sindicância, também foi formada outra comissão para responder aos pedidos de informações do Ministério Público. Os servidores suspeitos de desvio de recurso que estão presos foram afastados de suas funções. Os que ocupam cargos comissionados, segundo o prefeito, serão exonerados.

Donizete disse que que teve conhecimento das investigações, mas que "em momento algum passava pela minha cabeça que era dessa natureza", afirmou, referindo-se à gravidade dos fatos. Par a o prefeito, o escândalo é ruim para o município em um momento em que busca investimentos e recursos federais junto à União e Caixa Econômica.

Estão presos Luceni Quintina Correia, Eugênio Luiz Azambuja, Ana Regina Arantes, Ivete Vargas de Souza e Waldimiro José Cotrim Moreira. Uma sexta pessoa teria sido presa. Sobre investigação do Ministério Público de que empresas estariam devendo à prefeitura, Donizete disse que se for confirmado isso elas serão eliminadas da relação de fornecedores. Sobre a compra de combustíveis, o prefeito disse que é preparado processo licitatório para aquisição. Possíveis irregularidades na compra dos combustíveis teriam sido a motivação inicial das investigações do MPE.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 05 de Dezembro de 2016
Domingo, 04 de Dezembro de 2016
09:00
Maternidade
Sábado, 03 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)