Cassilândia, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

22/03/2005 09:25

Casos de mal de Chagas chegam a 19 em Santa Catarina

Bruna Vieira/ABr

Dezenove pessoas foram contaminadas pela doença de Chagas em Santa Catarina e três delas morreram. Além disso, existem mais nove casos suspeitos. Segundo a Secretaria de Saúde do estado, o surto da doença começou no início deste mês. Apesar de a doença ser normalmente transmitida pela picada do inseto conhecido como barbeiro, a suspeita é de que a infecção tenha ocorrido pela ingestão de caldo de cana.

A venda do caldo de cana foi proibida em todo o estado. Até agora, só havia relatos de transmissão do protozoário pela ingestão de alimentos nos estados do Rio Grande do Sul, Paraíba e Pará.

Segundo o diretor estadual da Vigilância Epidemiológica, Luís Antônio Silva, a bebida pode ter sido contaminada com as fezes do animal ou então o próprio inseto foi moído junto com a cana. "Todas as pessoas que beberam caldo de cana a partir do dia 1º de fevereiro deste ano, nos municípios de Itapema, Balneário Camboriu, Camboriu, Itajaí, Navegantes, Penha, Piçarras, Barra Velha, Araquari, Garuva, Balneário Barra do Sul, São Francisco do Sul, Itapoá e Joinville devem procurar os postos de saúde para fazer exames de sangue", afirmou Luís Antônio.

Existem entre 2 e 3 milhões de pessoas infectadas com a doença de Chagas no País. A doença, causada pelo protozoário Trypanosoma cruzi, não se propaga de pessoa para pessoa, exceto por transfusão de sangue ou de mãe para filho durante a gravidez. Os sintomas são febre, mal-estar, dor de cabeça, alterações cardíacas leves e inchaço nos olhos. Muitos pacientes podem passar um longo período sem apresentar manifestação da doença, embora sejam portadores do protozoário. Não existe vacina para prevenir a doença.

O Ministério da Saúde emitiu hoje nota técnica para todas as secretarias estaduais de Saúde, inclusive para as dos países que integram o Mercosul, para que fiquem em estado de alerta com a doença de Chagas.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 15 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Quinta, 14 de Dezembro de 2017
21:14
Loteria
10:00
Receita do dia
Quarta, 13 de Dezembro de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)