Cassilândia, Sexta-feira, 28 de Julho de 2017

Últimas Notícias

14/07/2017 11:30

Caso Odebrecht: Justiça peruana pede prisão de ex-presidente Ollanta Humala

Agência Brasil

 

A Justiça peruana decretou nessa quinta-feira (13) a prisão preventiva, por 18 meses, do ex-presidente Ollanta Humala (2011-2016) e de sua mulher, Nadine Heredia. O casal foi acusado de lavagem de dinheiro e formação de quadrilha, com base em delações do empresário brasileiro Marcelo Odebrecht, segundo as quais a Construtora Odebrecht teria pago US$ 3 milhões de dólares para a campanha que elegeu Humala presidente em 2011.

Humala reagiu à decisão do juiz Richard Concepcion Carhuanco por Twitter: “Essa é a confirmação do abuso de poder, ao qual faremos frente”, escreveu. Os advogados do casal prometeram recorrer à Justiça, que ainda não julgou, nem condenou o ex-presidente.

Em abril, o mesmo juiz, Concepcion Carhuanco, decretou a prisão preventiva, por 18 meses, de ex-presidente Alejandro Toledo (2001-2006), acusado de ter recebido US$ 20 milhões da Odebrecht, mas Toledo trabalha para a universidade norte-americana de Stanford e não voltou ao Peru para prestar contas à Justiça, que ordenou sua captura.

Risco de fuga

O Ministério Publico peruano pediu a prisão preventiva de Humala e sua mulher na terça-feira (11), alegando que havia risco de fuga, pois as duas filhas adolescentes do casal viajaram aos Estados Unidos. Humala acusou o procurador German Juarez, que fez o pedido, de persegui-lo, já que disse ter dado provas de que colaboraria com a Justiça.

“Estamos aqui e até entregamos nossos passaportes [às autoridades]”, disse Humala, numa rápida entrevista em Lima, capital peruana, enquanto esperava a decisão do juiz. Além de Humala e Toledo, o ex-presidente Alan Garcia (2006-2011) também está envolvido no escândalo Odebrecht. Ele também diz ser inocente.

A Odebrecht admitiu, perante a Justiça norte-americana, ter pago US$ 788 milhões em propina em doze países entre 2001 e 2016, desencadeado uma série de investigações. Oito países, além do Brasil e do Peru, são da América Latina: Argentina, Colômbia, Equador, Guatemala, México, Panamá, República Dominicana e Venezuela.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 28 de Julho de 2017
Quinta, 27 de Julho de 2017
10:00
Receita do dia
Quarta, 26 de Julho de 2017
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)