Cassilândia, Sexta-feira, 09 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

27/11/2007 18:32

Caso Caron: advogada contraiu infecção após cirurgia

TJGO

Inquirido hoje (27) pelo juiz Jesseir Coelho de Alcântara, da 1ª Vara Criminal de Goiânia, o médico Franco Carvazan Machado, que foi chamado às pressas para socorrer a advogada Janet Virgínia Novais Falleiros após uma lipoaspiração a que ela havia se submetido com o ex-médico Denísio Marcelo Caron, disse que, ao examiná-la, percebeu que ela estava com várias perfurações nas pernas, costas e nádegas. “Não sei, contudo, se na lipoaspiração a cânula adentrou por um ou mais orifícios”, destacou. Carvazan estava fazendo uma endoscopia quando foi chamado pelo anestesista José Urbano – sogro da vítima – para, juntamente com os médicos José Eduardo Mekedessi e Sérgio Teruaki, e a instrumentadora Elaine Alves Guimarães, formar uma equipe para atender Janet.

Segundo Carvazan, a vítima havia feito a lipoaspiração numa sexta-feira e foi atendida pela equipe na segunda-feira, quando foi constatado que já estava com infecção generalizada. “Percebemos múltiplas perfurações no intestino delgado. Quando a examinamos na presença de Caron, vimos o que parecia ser uma pequena hérnia umbilical. Nessa ocasião ele (Caron) disse que acreditava ter perfurado a Janet naquela região”, comentou, acrescentando que sua participação no episódio limitou-se a esse “exame médico rápido”.

Também ouvido pelo juiz, Sérgio Teruaki não acrescentou nada ao processo. Por sua vez, a instrumentadora Elaine, também sem muitas novidades, afirmou que chegou a participar de “três ou quatro” cirurgias de lipoaspiração realizadas por Caron sendo que não soube, quanto a essas, de nenhuma intercorrência. Ela também não soube informar se, na época em que atuou com ele, Caron era ou não muito requisitado para fazer cirurgias plásticas. “Sei que ele havia acabado de chegar de São Paulo e ninguém comentava muito sobre ele porque havia chegado recentemente”, salientou.

Carvazan, Teruaki e Elaine eram as últimas testemunhas da ação penal movida contra Caron pela morte Janet. Jesseir Coelho deverá, nos próximos dias, apreciar pedido feito pela defesa para que seja expedido ofício à Associação Brasileira de Medicina Legal determinando a indicação de junta médica pericial para realização de laudos periciais e pareceres a respeito dos procedimentos médicos realizados na vítima.

Janet morreu em 14 de janeiro de 2001. Concunhada de Caron, a vítima havia se submetido a uma lipoaspiração com ele em 5 de janeiro daquele ano. Durante o procedimento, o então cirurgião plástico perfurou o intestino dela com uma cânula, provocando lesões que lhe causaram a morte por infecção generalizada. (Patrícia Papini)

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Quinta, 08 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do dia
09:00
Maternidade
Quarta, 07 de Dezembro de 2016
20:20
Loteria
10:00
Receita do dia
09:00
Maternidade
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)