Cassilândia, Segunda-feira, 10 de Agosto de 2020

Últimas Notícias

01/07/2020 09:40

Caiado espera a adesão dos 246 prefeitos ao novo decreto

Governador pediu apoio da população, com a queda da curva de contaminação, será possível reabrir o comércio e serviços, e atender com leitos disponíveis na rede de saúde

Governo de Goiás
Caiado espera a adesão dos 246 prefeitos ao novo decreto

“Eu vou continuar insistindo e vou continuar lutando para que Goiás tenha o menor número de mortes do País. E eu tenho certeza de que terei a compreensão da população do Estado para nós atingirmos esse objetivo”, destacou o governador Ronaldo Caiado, nesta terça-feira, dia 30, dia em que começou a valer o novo Decreto de Emergência Sanitária do Governo de Goiás, publicado na noite desta segunda-feira (29/06) no Diário Oficial do Estado.

Como explica Caiado, o decreto foi elaborado com base na ciência, após a Universidade Federal de Goiás (UFG) divulgar novo estudo apontando colapso hospitalar no Estado, no mês de julho, e a perda de 18 mil vidas, até setembro. Para evitar que esse quadro se concretize, o governador publicou o decreto que prevê o fechamento de atividades não essenciais e a adoção de um sistema de revezamento das demais atividades econômicas, intercalado entre 14 dias de suspensão e 14 dias de funcionamento.

Desde o início da pandemia, o governo estadual tem feito a lição de casa, com a ampliação e regionalização da rede de saúde e a adoção de medidas sanitárias que visam o combate ao coronavírus. Apesar de todos os esforços, no entanto, hoje os índices de contaminação ultrapassam mil casos por dia. “Não podemos cruzar os braços e ver as pessoas precisarem de leito e não terem. O novo protocolo é importante para fazer a curva baixar”, ressalta Caiado.

Como médico e governador, ele explica que, com o fechamento a partir desta terça (30/06), os resultados só aparecerão daqui a cerca de 14 dias. Com a queda da curva de contaminação, será possível reabrir o comércio e serviços, e atender a população com leitos disponíveis na rede de saúde.

Diante do estudo realizado pela UFG, e da comprovação científica da importância do isolamento social no atual quadro vivido pelo Estado, o governador afirmou esperar a adesão dos prefeitos dos 246 municípios goianos ao decreto estadual. O embasamento do documento e a estratégia para salvar milhares de vidas foram apresentados nesta segunda-feira (29/06), em uma reunião conjunta com o governador, prefeitos e líderes dos Poderes do Estado.

“Quem se opõe está mais preocupado com a campanha eleitoral. Não se sustenta cientificamente, é no campo político”, afirma Caiado, e argumenta que nenhum País ou Estado conseguiu ofertar leitos sem medidas de controle e, por isso, os prefeitos que não assumirem a responsabilidade vão ter que responder à comunidade.

De acordo com o governador, o atual decreto busca um equilíbrio entre a preservação da vida e a economia. “Não se trata de saúde versus economia, e, sim, de saúde e economia juntos”. Segundo ele, o cumprimento do decreto permitirá que Goiás atravesse a pandemia preservando vidas e em condições de superar a crise e aquecer a economia. “O apelo que faço é que vocês avaliem bem. Se deixar como está, vamos chegar a 18 mil óbitos e ninguém deseja isso. Não vamos brigar com a realidade que o mundo inteiro já mostrou”.

Rodada de entrevistas
As explicações acerca do decreto e os argumentos que justificam a publicação do documento foram apresentados pelo governador durante uma série de entrevistas às emissoras de TV de Goiás e do Distrito Federal.

O governador se colocou à disposição de toda a imprensa para esclarecer as dúvidas da população e demonstrar a importância do isolamento social neste momento crítico da pandemia para o Estado de Goiás.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 10 de Agosto de 2020
Domingo, 09 de Agosto de 2020
Sábado, 08 de Agosto de 2020
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)