Cassilândia, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

07/02/2004 08:57

Brasil vai exportar carne de frango para a Coréia

Mapa Imprensa

A Coréia deve fechar, dentro de 60 dias, os primeiros contratos para importar carne de frango brasileira. Durante este período, o governo coreano colocará os certificados de exportação sob consulta pública. Este foi um dos principais resultados da ida de uma delegação brasileira à Ásia entre 26 de janeiro e 03 de fevereiro, informou hoje o secretário de Defesa Agropecuária, Maçao Tadano, que liderou a missão. A expectativa é de que o Brasil exporte 50 mil toneladas de carne de frango para Coréia no ano de 2004, gerando uma receita de US$ 80 milhões. Japão e Taiwan manifestaram interesse em comprar frutas brasileiras.

Missões empresariais da Coréia, Japão e Taiwan estarão no Brasil entre fevereiro e maio para conhecer os sistemas produtivos de carnes e frutas. Segundo Tadano, o Brasil deve acertar protocolo bilateral com o Japão para exportação de manga. O assunto estava pendente há 23 anos por causa de barreiras sanitárias.

Além disso, o Brasil, que já exporta carne processada cozida e frango para o Japão, quer vender carne bovina in natura, fornecendo parte do volume que era vendido para aquele país pelos Estados Unidos. O mercado asiático compra cerca de 450 mil toneladas de carne bovina por ano dos Estados Unidos. Só o Japão importa 130 mil toneladas/ano. Mas as compras foram suspensas a partir da ocorrência do mal da vaca louca no rebanho norte-americano.

As negociações em Taiwan resultaram no início dos entendimentos para importação de uva e maçã brasileira. O Ministério da Agricultura enviará ao país relatórios sobre a situação fitossanitária do Brasil, com informações sobre as doenças existentes e inexistentes no território nacional e os programas de defesa sanitária implementados pelo governo. Taiwan também é potencial comprador das carnes brasileiras.

O secretário disse que ao convidar as missões asiáticas para visitar o Brasil, o governo espera demonstrar a qualidade dos produtos. “Vamos mostrar que temos qualidade, quantidade e preços competitivos. No caso da carne brasileira, além da carne orgânica, proveniente de gado criado a pasto, temos preços de 30% a 70% mais baratos”, afirmou Tadano

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 17 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Sábado, 16 de Dezembro de 2017
Sexta, 15 de Dezembro de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)