Cassilândia, Sexta-feira, 26 de Maio de 2017

Últimas Notícias

06/02/2015 13:46

Bandeira vermelha: Aneel aprova reajuste e tarifa pode custar quase o dobro

Midiamax

A Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica) aprovou nesta sexta-feira (6), durante audiência pública realizada em reunião extraordinária, o reajuste no sistema de bandeiras tarifárias. De acordo com a proposta, o consumidor pode pagar o dobro durante a bandeira vermelha.

Atualmente o acréscimo na bandeira amarela é de R$ 1,50 para cada 100 quilowatts-hora (kWh) consumidos, com a proposta será R$ 2,50. A diferença é ainda maior na bandeira vermelha que atualmente custa R$ 3,00 a cada 100 kwh e com o reajuste o valor sobe para R$ 5,50.

A novidade pegou de surpresa o pastor Rafael Fogaça. “Infelizmente quem tem sofrido com os reajustes tarifários, tanto de luz quando do combustível é a classe trabalhadora. Estava até pensando em instalar um aparelho de ar condicionado na sala da minha casa, mas pelo visto vou continuar passando calor, lamenta.

Conforme o diretor-geral da Aneel, Romeu Rufino, a proposta de revisão das bandeiras não envolve aumento de custos. “As bandeiras não são a criação de um novo custo, mas uma forma de alocação que apenas direciona a parte variável dos custos da energia elétrica. Como o sistema é dinâmico, as bandeiras refletem instantaneamente a variação desses valores nas cores verde, amarela e vermelha, para facilitar o entendimento dos consumidores”, explica.

O relator do processo, o diretor Tiago de Barros, os custos já existem e decorrem do período de seca. “O importante é que uma resposta consciente dos consumidores a esse sinal de preço mais realista pode reduzir a pressão da demanda sobre o setor e levar à retirada das bandeiras vermelhas”, justifica.

Bandeiras tarifárias - as bandeiras tarifárias estão em vigor deste janeiro deste ano com exceção apenas dos estados do Amapá, Amazonas e Roraima. De acordo com o sistema, as cores verde, amarela e vermelha indicam se a energia custará mais ou menos em função das condições de geração de eletricidade do SIN (Sistema Interligado Nacional).

De acordo com o calendário da Aneel, a bandeira equivalente ao mês de março será definida no dia 27 deste mês e os valores ainda serão debatidos. A Agência reguladora afirma que as bandeiras podem incentivar o uso consciente de energia, uma vez que o consumidor está ciente do acréscimo aplicado no mês.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 26 de Maio de 2017
Quinta, 25 de Maio de 2017
13:00
Dicas de segurança
Quarta, 24 de Maio de 2017
14:40
Cassilândia
13:00
Dicas de segurança
10:00
Receita do Dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)