Cassilândia, Segunda-feira, 21 de Agosto de 2017

Últimas Notícias

16/11/2006 15:17

Avião que caiu em MS descarregou cocaína em SP

Nadyenka Castro / Campo Grande News

Antes de cair em São Gabriel do Oeste, a 149 quilômetros de Campo Grande, no fim da tarde de terça-feira, 14, o monomotor Cessna 210 (prefixo PT-JUF) descarregou 200 quilos de cocaína em Rio das Pedras, interior de São Paulo, por volta de 14 horas.

O entorpecente teria sido jogado em um canavial próximo a uma pista clandestina onde estava previsto o pouso do avião, cujo piloto percebeu a presença da PF (Polícia Federal) e fugiu em direção a outras cidades próximas.

No local houve troca de tiros entre os policiais e outras pessoas que estavam em uma caminhonete Montana, que colidiu com uma das viaturas da PF e fugiu. O avião seguiu para Penápolis para abastecer onde foi interceptado pela PM (Polícia Militar), mas interrompeu o abastecimento e conseguiu fugir em direção a Buritama e Guararapes, onde mais uma vez não conseguiu pousar devido à ação da polícia.

Em Penápolis os policiais atiraram em direção à aeronave, mas não sabem se os tiros acertaram o monomotor. Um avião da polícia decolou de Birigui para tentar evitar a fuga, mas não conseguiu. A informação era de que o monomotor seguiria para Mato Grosso do Sul, onde caiu devido a falta de combustível. Em São Gabriel, a polícia identificou o piloto.

Na região da pista clandestina de Rio das Pedras, em Capivari, cidade próxima a Piracicaba (SP), a PF deteve o pai de um dos suspeitos de envolvimento no esquema. Ele foi localizado em uma chácara onde os policiais encontraram US$ 50 mil, um aparelho de comunicação com aviões e duas armas de fogo, sendo um revólver calibre 38.

A droga ainda não foi localizada e nenhum dos suspeitos foi preso. Após ter sido socorrido por moradores da fazenda Santa Fátima no distrito de Areado em São Gabriel, o piloto desapareceu. Ele foi levado para área urbana para atendimento médico devido às escoriações, mas não deu entrada em nenhum dos hospitais.

Um morador que o socorreu e o levou até a Polícia Civil disse que encontrou em uma lata de graxa deixada por Souza com moradores US$ 709.930,00 e R$ 10 mil. O piloto disse que voltaria para buscar a lata. Há suspeitas que ele trabalhe para um produtor rural da região, que seria o dono do avião.

A Polícia Federal depositaria a quantia ainda nesta quinta-feira em uma conta no Banco do Brasil para ficar à disposição da Justiça. As investigações estão sendo feitas em conjunta com a PF.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 21 de Agosto de 2017
Domingo, 20 de Agosto de 2017
10:00
Receita do dia
09:50
Três Lagoas
Sábado, 19 de Agosto de 2017
20:38
Para o fim de semana
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)