Cassilândia, Domingo, 24 de Junho de 2018

Últimas Notícias

20/02/2018 15:20

Assembleia autoriza promotores a disputarem cargo de Procurador-Geral de Justiça

PEC autorizando promotores de Justiça a concorrerem à chefia do Ministério Público de Mato Grosso do Sul passou por unanimidade na Casa de Leis

Campo Grande News

Por unanimidade, a Assembleia Legislativa aprovou na manhã desta terça-feira (20) a PEC (Proposta de Emenda à Constituição) que autoriza os promotores de Justiça a também concorrerem nas eleições para o cargo de procurador-geral de Justiça Mato Grosso do Sul. A aprovação foi acompanhada e comemorada por um grupo de integrantes do MPMS (Ministério Público de Mato Grosso do Sul) na Casa de Leis.

Com a alteração, o cargo de chefe do MPMS, antes reservado apenas a procuradores, poderá ser disputado também por promotores. As regras que permitem a esta categoria participar das eleições internas ainda serão definidas –com isso, não valerão para a eleição que está em andamento neste momento, que tem o procurador-geral de Justiça licenciado Paulo Passos como único candidato.

Os 18 deputados estaduais presentes à sessão votaram favoravelmente à proposta –por se tratar de alteração à Constituição estadual, seriam necessários 16 votos. Paulo Siufi (PMDB) defendeu a alteração, proposta pelo próprio MPMS. “Muitos promotores já têm bagagem, tempo de serviço prestado, e nada os impede de disputar o cargo maior em Mato Grosso do Sul”, declarou.

Afunilamento – Procurador-geral de Justiça substituto, Humberto de Mattos Brites liderou um grupo de cerca de dez promotores e procuradores que acompanharam a votação. Ao defender o texto como “um passo em favor da democracia”, ele disse que a carreira de promotor “é muito afunilada e muitos não vão poder virar procuradores. Por isso, promotores que tiverem bagagem e atenderem aos critérios vão poder concorrer ao cargo principal, estarão preparados para isso”.

Agora, conforme Brittes, o MPMS vai preparar um novo projeto que regulamenta a participação dos promotores nas eleições –abrangendo, por exemplo, idade mínima e tempo de serviço. “Vamos fazer essas regras e mandar um novo projeto para ser enviado à Assembleia”.

Como a eleição atual já está em fase de ser finalizada, as mudanças valerão para o próximo pleito no MPMS, a ser realizado daqui a dois anos.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 24 de Junho de 2018
07:14
Cassilândia
Sábado, 23 de Junho de 2018
09:00
Santo do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)