Cassilândia, Domingo, 23 de Setembro de 2018

Últimas Notícias

20/02/2018 15:20

Assembleia autoriza promotores a disputarem cargo de Procurador-Geral de Justiça

PEC autorizando promotores de Justiça a concorrerem à chefia do Ministério Público de Mato Grosso do Sul passou por unanimidade na Casa de Leis

Campo Grande News

Por unanimidade, a Assembleia Legislativa aprovou na manhã desta terça-feira (20) a PEC (Proposta de Emenda à Constituição) que autoriza os promotores de Justiça a também concorrerem nas eleições para o cargo de procurador-geral de Justiça Mato Grosso do Sul. A aprovação foi acompanhada e comemorada por um grupo de integrantes do MPMS (Ministério Público de Mato Grosso do Sul) na Casa de Leis.

Com a alteração, o cargo de chefe do MPMS, antes reservado apenas a procuradores, poderá ser disputado também por promotores. As regras que permitem a esta categoria participar das eleições internas ainda serão definidas –com isso, não valerão para a eleição que está em andamento neste momento, que tem o procurador-geral de Justiça licenciado Paulo Passos como único candidato.

Os 18 deputados estaduais presentes à sessão votaram favoravelmente à proposta –por se tratar de alteração à Constituição estadual, seriam necessários 16 votos. Paulo Siufi (PMDB) defendeu a alteração, proposta pelo próprio MPMS. “Muitos promotores já têm bagagem, tempo de serviço prestado, e nada os impede de disputar o cargo maior em Mato Grosso do Sul”, declarou.

Afunilamento – Procurador-geral de Justiça substituto, Humberto de Mattos Brites liderou um grupo de cerca de dez promotores e procuradores que acompanharam a votação. Ao defender o texto como “um passo em favor da democracia”, ele disse que a carreira de promotor “é muito afunilada e muitos não vão poder virar procuradores. Por isso, promotores que tiverem bagagem e atenderem aos critérios vão poder concorrer ao cargo principal, estarão preparados para isso”.

Agora, conforme Brittes, o MPMS vai preparar um novo projeto que regulamenta a participação dos promotores nas eleições –abrangendo, por exemplo, idade mínima e tempo de serviço. “Vamos fazer essas regras e mandar um novo projeto para ser enviado à Assembleia”.

Como a eleição atual já está em fase de ser finalizada, as mudanças valerão para o próximo pleito no MPMS, a ser realizado daqui a dois anos.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 23 de Setembro de 2018
Sábado, 22 de Setembro de 2018
10:00
Receita do dia
Sexta, 21 de Setembro de 2018
10:00
Receita do dia
09:00
Santo do dia
Quinta, 20 de Setembro de 2018
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)