Cassilândia, Quinta-feira, 08 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

25/08/2011 11:05

Artigo: Terra - Planeta Água.

Helio Morales Leal - R C Três Lagoas - D 4470.

Quando o homem fotografou nosso planeta pela primeira vez do espaço, constatou maravilhado um azul espetacular, explicado pela grande quantidade de água aqui existente. Como um planeta assim, com tantas reservas, pode um dia sucumbir por falta deste precioso líquido?

Acontece que 97% deste recurso natural aqui existente, é composto por água salgada, portanto imprópria para nosso consumo. Só 3% deste líquido vital, é formado por água doce, e destes, 2% estão nas geleiras, restando apenas 1%, os quais composto por rios, lagos, e lençóis subterrâneos, disponível ao homem para atender todas as suas necessidades.

Nosso país é privilegiado por suas reservas de água doce, possuindo 12% de toda água potável do planeta. De posse destes números, podemos entender a razão de tanta preocupação com a futura escassez deste produto.

A população da terra dobrou nos últimos 50 anos, e nossas reservas diminuíram em função da extinção de rios, causada principalmente pela poluição, e degradação do meio ambiente. Em razão deste aumento populacional, a agricultura no esforço de aumentar a produção, consome cada vez mais uma enorme quantidade de água para sua irrigação.

A ciência preocupa-se em criar técnicas eficientes no tratamento de água, mas negligencia em desenvolver condutas eficazes na preservação de nossos mananciais. Ao estado cabe a obrigação de proteger este recurso natural, impondo normas rígidas a todos, princiipalmente aos governos, pois consta no Código Penal Brasileiro, penas previstas para os poluidores.

Muitos reclamam dos altos custos de sua conta de água, mas na verdade pagamos apenas valores referentes ao tratamento, e distribuição deste produto. A lei que institui a política nacional de recursos hídricos, permite a cobrança deste líquido, e isto não tardará a acontecer, pois hoje, 1/6 da população da terra já tem dificuldades ao acesso à água.

A ONU prevê que em 2027, 60% da população do mundo, sofrerá muito com a falta de agua, e isto preocupa todo governante sério. A evolução da indústria também aumentou o consumo de água, e trouxe um agravante para o problema: a poluição por resíduos químicos.

Temos tido conferências a respeito, mas não com a devida responsabilidade, principalmente dos países ricos.
Mas este não é um problema apenas de nossos dirigentes, é obrigação de cada ser humano. Todos querem um futuro para seus descendentes, e consequentemente a sobrevivencia da espécie humana, temos portanto de cumprir nossa obrigação, economizando, e principalmente não poluindo.

Este descaso com o meio ambiente ocorre em todos os continentes do planeta.

A vegetação contem a água das chuvas, renovando os níveis dos lençóis freáticos através da absorção. A sua retirada promove um assoreamento dos leitos naturais, e a água que deveria ser absorvida pelo solo, corre para o mar, levando à morte estes rios e riachos que a natureza levou milhões de anos para construir.

Para agravar, grande parte deste precioso líquido, transformou-se em agente de transmissão de doenças para o homem, devido sua contaminação por metais pesados, óleos, e também por vírus, protozoários e, bactérias.

Nossas autoridades, principalmente da Promotoria do Meio Ambiente, deve impor normas rígidas para os poluidores. Os esgotos sem tratamento, o abuso no consumo, e os desmatamentos, devem ser contidos.

Cada um de nós, dentro de sua limitação, precisa encarar este problema de frente, ou este lindo planeta azul um dia poderá acinzentar.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Quinta, 08 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do dia
09:00
Maternidade
Quarta, 07 de Dezembro de 2016
20:20
Loteria
10:00
Receita do dia
09:00
Maternidade
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)