Cassilândia, Domingo, 04 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

23/01/2007 17:58

Área Livre de Aftosa: Famasul aguarda relatório da OIE

Fabiane Sato

Os produtores rurais de Mato Grosso do Sul irão aguardar o relatório oficial da Organização Internacional de Saúde Animal (OIE) sobre a recuperação do status de Área Livre de Febre Aftosa com Vacinação. A decisão foi tomada depois da reunião de hoje (23), com representantes da Superintendência Federal da Agricultura (SFA/MAPA), da Secretaria de Desenvolvimento Agrário, Produção e Turismo (Seprotur), da Agência Estadual de Defesa Sanitária Animal e Vegetal (Iagro), e com chefe da Comissão Técnica das Américas para a OIE, Jamil Souza. O relatório oficial deve sair no próximo dia 31 de janeiro, em Paris.

A reunião de hoje foi para apresentar ao representante da OIE as medidas que produtores rurais de Mato Grosso do Sul e o Governo do Estado estão tomando para recuperar o status de Área Livr! e, como a vacinação de bezerros de 0 a 12 meses nos 14 municípios de Mato Grosso do Sul (Porto Murtinho, Caracol, Bela Vista, Antônio João, Ponta Porã, Aral Moreira, Coronel Sapucaia, Paranhos, Sete Quedas, Tacuru, Japorã, Mundo Novo, Eldorado e Corumbá).

“Todas as medidas impostas para a obtenção do status [de Área Livre de Aftosa com Vacinação] serão acatadas”, frisou o presidente da Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso do Sul (FAMASUL), Ademar Silva Júnior.

Para o presidente da FAMASUL as dificuldades de comercialização de carne não acabam em Mato Grosso do Sul. “Se os problemas da fronteira do Estado têm reflexos também em outros estados do País, o Brasil tem que participar da solução desses problemas”, resume Ademar.


Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 04 de Dezembro de 2016
09:00
Maternidade
Sábado, 03 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)