Cassilândia, Segunda-feira, 18 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

28/10/2009 15:42

Alencar defende redução nas taxas de juros do país

Nielmar de Oliveira, Agência Brasil

Rio de Janeiro - O vice-presidente da República, José Alencar, voltou à carga contra as taxas de juros no país. Para ele, os juros básicos praticados no Brasil ainda continuam muito alto, embora a economia esteja indo bem. Na opinião de Alencar, é preciso mudar o sistema de juros no Brasil.


“Os juros no país ainda são muito alto e, por isso mesmo, é preciso mudanças no sistema de juros. Da forma que está, as atividades produtivas não conseguem remunerar adequadamente o custo do capital no país. Enquanto isso não acontece, o crescimento [da economia] fica prejudicado.”

Alencar esteve hoje (28) na Associação Comercial do Rio de Janeiro (ACRJ), onde recebeu o primeiro título de sócio emérito concedido pela entidade e a medalha 200 Anos de História da ACRJ – Grau Ouro, a mais alta condecoração da casa.


De acordo com o vice-presidente, os juros básicos da economia devem cair para que as pessoas possam atender ao apelo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva para que continuem comprando.


“Queremos o desenvolvimento, queremos que as pessoas estejam sempre em condições de comprar aquilo que precisam, que, alias, é o que o presidente [Lula] ensina. Mas para que isso ocorra é preciso que as taxas de juros caiam, porque o consumidor não pode está pagando essa taxa atual, que atrapalha o desenvolvimento do país”, avaliou.


Sobre a medida adotada pela equipe econômica de taxar o capital estrangeiro especulativo com Imposto sobre Operações Financeiras (IOF) de 2% para reduzir a apreciação do real ante o dólar, José Alencar disse não considerar a medida inócua.


“Além de não ser inócua, ela tornou-se necessária porque o governo precisava acenar com alguma medida para evitar uma supervalorização da nossa moeda, com prejuízos para a economia nacional. Agora, é preciso ver o que acontece, as consequências da medida para que se possa administrar com o cuidado que as coisas têm que ser administradas, principalmente em se tratando de economia”.


Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 17 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Sábado, 16 de Dezembro de 2017
Sexta, 15 de Dezembro de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)