Cassilândia, Domingo, 17 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

23/07/2005 10:46

Ala esquerda do PT organiza desfiliação em massa

Fabiana Silvestre/Campo Grande News

Descontentes com a crise política que envolve petistas em denúncias de corrupção em estatais e “mensalão”, lideranças da ala esquerda do partido estão organizando um ato de desfiliação em massa para o dia 25 de setembro, no Rio de Janeiro (RJ), uma semana depois das eleições para a presidência do partido, informa a edição de hoje do jornal Folha de São Paulo.

Conforme a reportagem, o grupo que lidera o movimento – que envolve deputados, funcionários públicos, professores universitários, estudantes e bancários – apóia a candidatura de Plínio de Arruda Sampaio à presidência nacional do partido e espera levar mil pessoas ao ato.

Um dos líderes do movimento é Bernardete Meneses, coordenadora do sindicato dos funcionários da UFRGS (Universidade Federal do Rio Grande do Sul) e ex-mulher do deputado federal João Batista Araújo, o ""Babá", que foi expulso do PT e hoje está no PSOL.

"O PT está dando mostras de esgotamento como partido de massas. Não há nenhuma sinalização de que haverá uma limpeza no partido e uma mudança radical na linha econômica do governo. Se isso não ocorrer, a saída, a ser oficializada no dia 25, é irreversível", afirmou ela.

Meneses é da tendência interna MUS (Movimento de Unidade Socialista). Também fazem parte do grupo dissidente integrantes da DS (Democracia Socialista) e da Articulação de Esquerda, as tendências de esquerda mais fortes do PT.

Está marcada para 5 de agosto uma reunião do grupo em São Paulo. O destino da maioria dos dissidentes deve ser o PSOL. A Folha apurou que a agitação da esquerda petista inclui a exigência de alguns integrantes da DS para que o ministro do Desenvolvimento Agrário, Miguel Rossetto (que integra a facção e representa a esquerda petista no ministério), deixe o governo.

Logo após a transmissão do cargo de ministro das Cidades a Márcio Fortes, o petista Olívio Dutra (RS) afirmou ontem, ao comentar a pior crise política vivida pelo governo de Luiz Inácio Lula da Silva e por seu partido, que o PT precisa ser "refundado", mas poderá "renascer das cinzas". "Queremos que o nosso partido seja resgatado e, se preciso, refundado”, disse. As informações são da Folha de São Paulo.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 17 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Sábado, 16 de Dezembro de 2017
Sexta, 15 de Dezembro de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)