Cassilândia, Sexta-feira, 15 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

15/07/2005 13:46

Agronegócio deve faturar 14,6% menos este ano

O faturamento do setor agropecuário, calculado com base nos 25 principais produtos, deverá cair 14,6% este ano, segundo estimativas divulgadas ontem pela Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA). A entidade calcula que o Produto Interno Bruto da agricultura deve fechar o ano em R$ 83,65 bilhões, 12,3% menos que os R$ 95,43 bilhões de 2004, por causa do câmbio desfavorável às exportações e da queda dos preços agrícolas no mercado externo.

O chefe do Departamento Econômico da CNA, Getúlio Pernambuco alertou para o risco de menor oferta de alimentos no médio prazo. "Neste momento, os consumidores são beneficiados, pagando menos pelos alimentos. Mas isso é solução de curto prazo, pois repercutirá em redução da produção e, com a queda de oferta, a tendência é de os preços aumentarem."

A CNA avalia também que as exportações do agronegócio deverão fechar o ano com saldo de US$ 35 bilhões, ante US$ 34,1 bilhões no ano passado. As exportações devem somar US$ 40 bilhões (US$ 39 bilhões em 2004). Ou seja, praticamente não haverá crescimento. Para o chefe do Departamento de Assuntos Internacionais e de Comércio Exterior da CNA, Antônio Donizete Beraldo, as exportações do agronegócio estão perdendo fôlego. Em junho deste ano, o setor exportou US$ 4,2 bilhões ante US$ 4,4 bilhões em igual mês do ano passado. "Houve aumento das exportações de carnes, café, açúcar e álcool, mas isso não é suficiente para compensar a queda nos embarques de soja."

Estimativas da CNA indicam que as exportações do complexo soja (grão, farelo e óleo) vão render US$ 8 bilhões em 2005. Se confirmada, será uma queda em relação ao resultado do ano passado, quando as exportações de soja renderam US$ 10 bilhões ao País. A previsão foi feita com base no resultado dos embarques no primeiro semestre do ano. As exportações de soja somaram 18,922 milhões de toneladas. Em igual período do ano passado, as vendas somaram 18,968 milhões de toneladas. A diferença no volume embarcado não compensou o câmbio desfavorável.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 15 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Quinta, 14 de Dezembro de 2017
21:14
Loteria
10:00
Receita do dia
Quarta, 13 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Terça, 12 de Dezembro de 2017
20:48
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)