Cassilândia, Terça-feira, 12 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

24/02/2005 09:49

Adesão ao PDV afasta possibilidade de indenização

TST

O empregado que tem o contrato de trabalho rescindido devido à adesão a plano de desligamento voluntário não tem direito à indenização adicional prevista em lei para os que são demitidos dentro dos trinta dias que antecedem a data-base da categoria profissional. Sob esse entendimento, a Primeira Turma do Tribunal Superior do Trabalho não conheceu recurso de revista de quatro trabalhadores que ingressaram no Plano Incentivado de Rescisão Contratual (PIRC), promovido pela Telecomunicações do Ceará S/A – Teleceará .

A decisão do órgão do TST confirma posicionamento adotado anteriormente pela primeira e segunda instâncias trabalhistas cearenses. Ambas entenderam que a modalidade de rompimento do vínculo de emprego afastou a possibilidade de concessão da indenização adicional. Segundo o art. 9º da Lei nº 7.238/84, “o empregado dispensado, sem justa causa, no período de trinta dias que antecede a data de sua correção salarial, terá direito à indenização adicional equivalente a um salário mensal”.

A interpretação da norma levou o Tribunal Regional do Trabalho da 7ª Região (com jurisdição no Ceará) a negar a reivindicação dos trabalhadores. “Se todos saíram espontaneamente da empresa, por terem aderido a um plano de demissão voluntária, não há que se falar na indenização instituída pela Lei nº 7.238/84, porque tal vantagem é concedida nos casos de dispensa do empregado sem justa causa, no período de trinta dias que antecedem a data-base de sua correção salarial”, registrou o acórdão do TRT.

Os trabalhadores, no TST, insistiram na viabilidade da indenização, uma vez que seus contratos foram extintos no período de trinta dias antes da data-base dos empregados em telefonia. A circunstância da adesão ao PIRC da Teleceará não afastaria, segundo eles, o direito ao recebimento de mais um salário.

O juiz convocado Altino Pedrozo dos Santos, relator da matéria no TST, considerou o posicionamento adotado pela Justiça do Trabalho cearense “em plena conformidade” com a jurisprudência firmada pelo TST em casos semelhantes.

O relator reproduziu, em seu voto, as considerações feitas pela ministra Cristina Peduzzi, que afasta a possibilidade de conjugar demissão sem justa causa com adesão a PDV para fins de pagamento da indenização adicional . “No primeiro caso, a lei procura resguardar o empregado das perdas que sofreria com a rescisão de seu contrato às vésperas do reajuste salarial da categoria, por ato unilateral do empregador”.

“No segundo, a rescisão ocorre por mútuo consentimento e, embora haja pagamento de verbas indenizatórias, o desligamento decorre da adesão voluntária do empregado”, estabelece o precedente do TST sobre o tema.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Terça, 12 de Dezembro de 2017
Segunda, 11 de Dezembro de 2017
20:42
Loteria
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)