Cassilândia, Sábado, 10 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

08/09/2006 09:03

A técnica empregada para as abelhas sem ferrão

Thaís Brianezi /ABr

A técnica de meliponicultura (criação de abelha sem ferrão, ou indígena) em caixa de madeira foi introduzida em Boa Vista do Ramos (AM) pela organização não-governamental Irapoara, em 2000. As chamadas caixas racionais possuem partes justapostas, independentes, que imitam a ordem natural das colméias: na parte de baixo está a lixeira, depois vem o ninho, seguido do depósito de mel.

“Em janeiro, a gente faz a multiplicação das colméias. Transferimos metade das abelhas para outra caixa vazia. Assim, as colméias tendem a dobrar a cada ano”, explica o vice-presidente da Associação de Criadores de Abelha Indígena da Amazônia (Acaiá), Jair Rodrigues Arruda. “A coleta de mel acontece duas vezes por ano, a primeira em setembro, a segunda em dezembro”.

Arruda afirma que os associados da Acaiá são pequenos agricultores, que trabalham principalmente com a produção de farinha de mandioca. Também pescam e, em menor número, criam gado bovino e pequenos animais. “Na média, a produção de mel representa para cada associado uma complementação de renda familiar de um salário mínimo por ano”.

Um dos objetivos da Acaiá é constituir uma cooperativa ou micro-empresa. Para isso, tem parceria com o Serviço Brasileiro de Apoio à Micro e Pequena Empresa (Sebrae).

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 10 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do dia
Sexta, 09 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)