Cassilândia, Sábado, 16 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

22/05/2016 16:00

Atresia intestinal

Abc Med

Atresia intestinal é uma malformação congênita (presente ao nascer) caracterizada por um estreitamento de um segmento do intestino delgado e, menos frequentemente, do intestino grosso. A atresia é uma das formas de “obstrução intestinal”, sendo geralmente parcial. Ela pode ocorrer ao longo de todo o intestino (na verdade, ao longo de todo o trato digestivo) e costuma receber denominações específicas de acordo com o local em que incide: atresia esofágica, gástrica, duodenal, jejunal, cólica, etc.

Quais são as causas da atresia intestinal?

Pensa-se que a atresia intestinal possa ser causada por rotação intestinal ou malformação da parede abdominal, levando a uma má irrigação sanguínea do intestino, durante o desenvolvimento fetal, resultando em falha da canalização do tubo intestinal. As atresias intestinais parecem ter uma ocorrência familiar, embora sua causa genética específica ainda não seja conhecida. A atresia intestinal é comum na síndrome de Down, embora exista também fora dela.

Qual é a “mecânica” da atresia intestinal?

As substâncias nutritivas são absorvidas ao longo de todo o intestino, mas algumas crianças nascem com defeitos que impedem que o intestino absorva todos os nutrientes que o corpo em crescimento necessita. Com o estreitamento, o intestino não fica completamente bloqueado, mas seu lúmen interno é muito pequeno para que os nutrientes se movam normalmente.

Quais são as principais características clínicas da atresia intestinal?

Na maioria dos casos, a atresia intestinal é descoberta em um ou dois dias após o nascimento do bebê e afeta igualmente os meninos e as meninas. Nas atresias mais proximais, os bebês têm vômitos biliosos logo após o nascimento, enquanto aqueles com atresias mais distais podem não apresentar vômitos até várias horas ou dias após o nascimento.

Naqueles com obstrução distal observa-se acentuada distensão abdominal e grande atividade peristáltica das alças intestinais distendidas, o que pode estar associado a um grande desconforto respiratório. Os flancos estão distendidos e as hemicúpulas diafragmáticas elevadas, em razão do aumento do conteúdo abdominal. Obviamente, o número de alças dilatadas é tanto maior quanto mais distal for a atresia.

Em cerca de metade dos recém-nascidos com atresia intestinal pode ocorrer polihidrâmnio (aumento do líquido amniótico). Geralmente haverá um "microcólon", em virtude do desuso do intestino grosso durante a vida intrauterina.

Como o médico diagnostica a atresia intestinal?

Além dos sintomas, o diagnóstico de atresia intestinal pode ser confirmado por meio de uma radiografia. Uma radiografia do abdômen mostrará dois grandes espaços, um da dilatação do estômago e outro da dilatação da primeira porção do duodeno. Este sinal é conhecido como “sinal da dupla bolha”. Estes espaços estão preenchidos por ar e separados por uma área de estreitamento, nos quais podem existir níveis hidroaéreos.

A ecografia pré-natal mostrará alças delgadas dilatadas e estruturas normais do cólon, muitas vezes há também excesso de líquido amniótico. Além de sua aplicação no diagnóstico das atresias intestinais, a ecografia fornece informação sobre outras possíveis anomalias orgânicas.

Como o médico trata a atresia intestinal?

As atresias intestinais quase sempre são tratadas por cirurgia, embora o procedimento acarrete algum risco. O cirurgião deve remover o mínimo necessário do intestino, mas às vezes a criança não fica com intestino delgado suficiente para absorver todos os nutrientes necessários para o seu desenvolvimento, devendo ser sempre bem acompanhada por um pediatra ou gastroenterologista pediátrico.

Como evolui a atresia intestinal?

Já existem muitos tratamentos para as obstruções intestinais e esse problema já não representa o risco de vida que tinha no passado.

Como prevenir a atresia intestinal?

Sendo um problema congênito e, em alguns casos, genético, não há como prevenir a atresia intestinal.

Quais são as complicações possíveis da atresia intestinal?

As atresias podem levar a uma perfuração intestinal ainda in utero e resultar em peritonite meconial. A cirurgia de correção implica nos riscos próprios a qualquer cirurgia: sangramentos, infecções, riscos anestésicos.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 16 de Dezembro de 2017
Sexta, 15 de Dezembro de 2017
10:00
Receita do dia
Quinta, 14 de Dezembro de 2017
21:14
Loteria
10:00
Receita do dia
Quarta, 13 de Dezembro de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)