Cassilândia Notícias

Cassilândia Notícias
Cassilândia, Quinta, 21 de Outubro de 2021
Envie sua matéria (67) 99266-0985

Geral

Lula diz que reforma vai solucionar finanças dos estados

Agência Brasil - 18 de agosto de 2003 - 15:50

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse, há pouco, que o objetivo da reforma tributária é a desoneração do setor produtivo, o que fará do Brasil um país mais competitivo nos mercados interno e externo. Lula afirmou que, apesar das divergências em torno do assunto, a reforma tributária será aprovada ainda neste ano, mas, segundo ele, os governos federal, estaduais e municipais sabem que seus problemas financeiros não serão solucionados com a aprovação da medida.
De acordo com o presidente, esses problemas serão resolvidos na medida em que a economia volte a crescer e o governo volte a arrecadar e na medida em que essa arrecadação seja por conta do crescimento econômico, e não por conta da carga fiscal, como habitualmente se faz no Brasil.
O presidente afirmou que é preciso atrair o capital externo para o Brasil, mas, através de investimentos de qualidade, que contribuam para a geração de renda e de emprego. “Pobre do governante, pobre do país que acha que pode resolver seus problemas econômicos apostando na venda de ativos ou na especulação financeira. Eu não tenho dúvida nenhuma de que, lá fora, há muitos empresários que, quando tomarem conhecimento de projetos importantes, investirão no Brasil”, disse o presidente.
Como exemplo, Lula citou a licitação de cinco linhas de transmissão de energia elétrica que unificarão o sistema energético brasileiro. Segundo Lula, 40 empresas já estão interessadas, sendo que oito delas são empresas estrangeiras.
Ele acredita que a apresentação de projetos viáveis e o compromisso feito através de um marco regulatório aumentem o número de investidores estrangeiros interessados no Brasil. Luiz Inácio Lula da Silva afirmou que, com as prioridades para a área de infra-estrutura estabelecidas no Plano Plurianual 2004-2007, será possível encontrar investidores nacionais e estrangeiros que queiram desenvolver os projetos em parceria com o governo federal ou de forma autônoma.
“Este governo está convencido de que não é o dinheiro que faz um bom projeto, e sim um bom projeto é que faz o dinheiro. Nós dedicaremos o segundo semestre à retomada do desenvolvimento do país, ora investindo o pouco que temos para investir, ora procurando os poucos que têm muito para investir”, disse o presidente.
O presidente Luiz Inácio Lula da Silva participou hoje da solenidade de inauguração da nova linha de produção de celulose de eucalipto da fábrica Votorantim Celulose e Papel, na cidade de Jacareí, em São Paulo. Com as novas instalações, a empresa ampliará sua produção de celulose para 1,5 milhão de toneladas por ano, e será responsável por 15% das exportações brasileiras do produto. A expectativa para 2003 é de que a empresa exporte US$ 500 milhões.

SIGA-NOS NO Google News