Cassilândia Notícias

Cassilândia Notícias
Cassilândia, Segunda, 20 de Setembro de 2021
Envie sua matéria (67) 99266-0985

Geral

Governo pode deixar de negociar com a FETEMS

Campo Grande News - 13 de maio de 2003 - 10:06

O governo do Estado pode fazer uma negociação direta com professores, tirando a Fetems (Federação dos Trabalhadores em Educação de MS) como interlocutora, caso constate que a greve não interessa aos professores e funcionários administrativos. A afirmação foi feita nesta manhã pelo secretário de Gestão Pública, Ronaldo Franco, durante entrevista ao programa Hora Extra, da FM Educativa.O governo discorda do índice de adesão apresentado pela Fetems- 53% das escolas paradas- e conforme números de apuração própria, a participação é pequena, o que leva o governo a acreditar que a greve não é defendida pela maioria. O prazo para a entidade responder à proposta salarial do governo vence hoje às 17h.Conforme Franco, ontem à noite somente 10 escolas em Campo Grande (são 89 ao todo) não tiveram aulas. A Joaquim Murtinho e Lúcia Martins Coelho, escolas centrais, tiveram aula normalmente, informou o secretário. Em relação à Ponta Porã, que aderiu à tarde, conforme a Fetems, o governo diz que as aulas ocorreram em todas as escolas.“O governo não quer guerra de números, não está mentindo”, afirmou Franco. O secretário disse que o salário pago pelo governo aos professores “dá para viver”, destacando que na rede particular o piso é de R$ 865, enquanto na rede estadual o professor com carga horária semanal de 40 horas receberá R$ 1.050,00. - Maristela Brunetto

SIGA-NOS NO Google News