Cassilândia Notícias

Cassilândia Notícias
Cassilândia, Terça, 7 de Dezembro de 2021
Envie sua matéria (67) 99266-0985

Geral

Ferronorte não tem mais grãos para escoar de MS e MT

Paulo Fernandes / Campo Grande News - 04 de maio de 2006 - 16:18

Por causa do protesto dos produtores rurais, que fecharam armazéns em Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, a Ferronorte não tem mais soja para transportar nos dois Estados. São mais de 100 armazéns fechados somente em Mato Grosso do Sul, conforme o membro do Fórum Permanente de Acompanhamento do Movimento Alerta do Campo, Eduardo Riedel.

Os embarques de soja em grão e em farelo no terminal da Ferronorte em Alto Araguaia (MT) foram suspensos por falta de produção para escoar. Há 4 dias não chegam cargas para serem transportadas, conforme o jornal A Gazeta, de Mato Grosso, em função das barricadas montadas pelos agricultores.

Desde domingo o terminal só operava apenas em função dos estoques existentes. O mesmo acontece no terminal em Mato Grosso do Sul, onde não há soja para escoar, conforme o presidente do Sindicato Rural de Chapadão do Sul, Rudmar Artur Borgelt. “Há seis dias não chega nada para ser escoado. Todos os armazéns (cerca de 45) estão fechados em Chapadão do Sul”, diz.

Em entrevista A Gazeta, o presidente da Brasil Ferrovias (BF), que além da Ferronorte congrega a Ferroban, Portofer e Noroeste, Elias David Nigri, calculou que se a manifestação dos produtores rurais persistir as perdas serão de R$ 2 milhões por dia.

A Ferronorte atende três Estados: Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Goiás. Em Goiás, os embarques ainda estão sendo feitos normalmente apesar de alguns municípios já terem aderido ao protesto dos agricultores.

Em Mato Grosso do Sul, sindicatos rurais de 25 municípios já aderiram a paralisação, conforme Eduardo Riedel. Duas estradas estão bloqueadas, a BR-163 e a MS-306, e algumas Agenfas (Agencias Fazendárias) foram fechadas.

SIGA-NOS NO Google News