Cassilândia Notícias

Cassilândia Notícias
Cassilândia, Sábado, 27 de Novembro de 2021
Envie sua matéria (67) 99266-0985

Geral

Contribuições do trabalhador ao INSS mudam em maio

AgPrev - 20 de abril de 2006 - 14:32

A nova tabela de contribuição previdenciária foi divulgada oficialmente ontem pelo Ministério da Previdência. A partir de maio, o pagamento ao INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) correspondente ao salário de abril sobe para alguns, mas cai para outros.

A tabela é corrigida de acordo com o reajuste dado aos aposentados que ganham mais que o mínimo --neste ano, o aumento foi de 5%.

A maior contribuição mensal dos trabalhadores passa de R$ 293,50 para R$ 308,17 e será paga por quem tem salário a partir de R$ 2.801,56.

A menor alíquota, que valia para quem ganhava até R$ 800,45, agora abrange quem recebe até R$ 840,47. Os contribuintes nessa faixa pagam, por mês, 7,65% do seu salário ao INSS. O aumento se repete nas demais faixas e pode favorecer quem ganha menos que novo teto da Previdência, estabelecido em R$ 2.801,56.

Trabalhadores que recebem R$ 840, pagaram, até abril, R$ 72,66 de contribuição --valor referente a 8,65% do salário. A partir de maio, eles vão pagar R$ 64,26, ou 7,65% sobre o rendimento.

Também sai favorecido quem ganha entre R$ 900,01 e R$ 1.050. Pela tabela velha, o contribuinte está enquadrado na terceira faixa, que tem alíquota de 9%. Agora, ele cai para a segunda, e passa a contribuir com 8,65%.

A mudança na tabela não é negócio para quem recebe de R$ 2.668,15 (o antigo teto) para cima. Quem ganha entre esse valor e R$ 2.801,56 (o novo teto), pagará 11% do seu salário ao INSS. Quem recebe mais de R$ 2.801,56, pagará agora R$ 308,17 --essa contribuição máxima, até este mês, era de R$ 293,50.

Isso porque quem recebe mais que o teto do INSS paga a alíquota máxima, que é de 11%, sobre esse mesmo teto, e não sobre o salário total.

Como já terá efeito sobre os rendimentos de abril, a nova tabela já está em vigor. Só que as mudanças só serão sentidas nos salários pagos em maio.

SIGA-NOS NO Google News