Cassilândia Notícias

Cassilândia Notícias
Cassilândia, Sábado, 13 de Agosto de 2022
Envie sua matéria (67) 99266-0985

Geral

Brasil envia amanhã 200 fuzileiros navais para Haiti

Vitor Abdala/ABr - 30 de abril de 2006 - 12:06

Cinco navios da Marinha brasileira saem amanhã (1º) do Rio de Janeiro rumo ao Haiti, levando 200 fuzileiros navais. Segundo nota da Marinha, os soldados passarão a integrar a força de paz da Missão das Nações Unidas pela Estabilização do Haiti (Minustah), comandada pelo Exército brasileiro no país caribenho.

Na esquadra, estão o navio de desembarque de carros de combate "Mattoso Maia", o navio de desembarque-doca "Rio de Janeiro", as fragatas "Niterói" e "Independência", além do navio-tanque "Gastão Motta". Os fuzileiros navais embarcados constituem o quinto contingente brasileiro enviado ao Haiti.

A viagem até a capital haitiana, Porto Príncipe, deverá durar 30 dias. Durante o trajeto, os militares aproveitarão para realizar a chamada Operação Tropicalex, na qual serão feitos exercícios de guerra naval, no litoral brasileiro.

Os 200 fuzileiros navais substituirão um contingente da Marinha que atualmente participa da Minustah. O número de militares que retornarão ao Brasil, no entanto, não foi informado.

Segundo as últimas informações da Organização das Nações Unidas (ONU), 1,2 mil soldados brasileiros fazem parte da força de paz. Outros 6,2 mil militares de 20 países são comandados pelo Brasil, por meio do general José Elito Carvalho Siqueira.

Em entrevista à Agência Brasil, no dia 30 de março, o capitão Danilo Hereda, assessor de imprensa do Comando Militar do Nordeste, afirmou que as gangues são atualmente o maior desafio enfrentado pelas as tropas brasileiras no Haiti. "Esses grupos armados afrontam a paz e os poderes constituídos", diz Hereda.

Ele informou ainda que, além dos fuzileiros, seriam enviados 850 militares de 14 unidades do Exército no Nordeste, incluindo os estados de Pernambuco, Bahia, Rio Grande do Norte, Alagoas e Ceará.

SIGA-NOS NO Google News