Cassilândia Notícias

Cassilândia Notícias
Cassilândia, Domingo, 20 de Junho de 2021
Envie sua matéria (67) 99266-0985

Geral

Amamsul comemora hoje 25 anos

Assessoria - 01 de julho de 2003 - 06:25

Hoje, a Associação dos Magistrados de Mato Grosso do Sul (AMAMSUL) completa 25 anos.
A solenidade comemorativa será realizada às 19 horas e 30 minutos, no Auditório da Escola Superior de Magistratura de Mato Grosso do Sul, na rua Ana Rosa Castilho Ocampos, 1455, Jardim Montevideo, ocasião em que serão homenageados todos os ex-Presidentes da entidade.
Durante o evento, será exibido um vídeo com depoimentos de magistrados e haverá, ainda, o lançado de um CD comemorativo com “A história da AMAMSUL nos últimos 25 anos” e uma revista de mesmo cunho informativo. Ao comemorar um quarto de século, “a Amamsul rememora um pouco de sua história para deixá-la como legado aos que continuarão a construir nossa entidade”, afirma o Juiz Marco André N. Hanson.
A AMAMSUL foi fundada em 1978 e inicialmente era constituída por 38 magistrados. Hoje é composta por 248 juízes e desembargadores, inclusive inativos, e tem por finalidade promover a aproximação entre os magistrados estaduais em exercício, em disponibilidade ou aposentados. Tem sede e foro na Capital do Estado, e, ao longo deste período, sempre esteve empenhada em buscar aperfeiçoamento cultural, incentivar a confraternização e o intercâmbio entre as entidades da mesma natureza, com magistrados estaduais e federais, além de manter grupos de estudos e proporcionar assistência médico-hospitalar, odontológica e jurídica.
Entre as atividades da AMAMSUL destaca-se a criação da Escola Superior da Magistratura, ESMAGIS, em 6 de março de 1985 e a realização de Encontros Regionais de Magistrados.
Na opinião do Presidente do Tribunal de Justiça, Des. Rubens Bergonzi Bossay, a AMAMSUL é o grande porto seguro dos magistrados. É a entidade representativa da classe. “Nunca faltou aos magistrados nos momentos difíceis, principalmente em relação às garantias e prerrogativas”, afirma o Desembargador. “Nos últimos anos já nos arrastamos com revisão constitucional e atualmente estamos diante das chamadas reformas constitucionais, onde os direitos dos magistrados e a própria independência do Poder estão sendo questionados e temos certeza, que a nossa AMAMSUL novamente, com todas as forças e denodo, saberá bem conduzir as ações necessárias para a defesa dos direitos da magistratura e as garantias do Poder”, conclui o Presidente

SIGA-NOS NO Google News