Cassilândia, Sábado, 10 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

26/01/2010 16:25

Zelaya pode deixar amanhã Embaixada do Brasil em Honduras

Renata Giraldi, Agência Brasil

Brasília - Há quatro meses abrigado na Embaixada do Brasil em Tegucigalpa, capital hondurenha, o presidente deposto de Honduras, Manuel Zelaya, prepara-se para deixar a sede da representação brasileira amanhã (27) rumo a Santo Domingo, capital da República Dominicana. Amanhã (27) toma posse o presidente eleito hondurenho, Porfírio “Pepe” Lobo. Um acordo entre “Pepe” Lobo e o presidente da República Dominicana, Leonel Fernández, deve permitir a saída de Zelaya.

Porém, as autoridades hondurenhas mantêm em segredo os detalhes sobre o acordo e a possível saída de Zelaya da embaixada. Os negociadores brasileiros acompanham a distância as articulações. O governo do Brasil não foi informado oficialmente sobre o acordo e a eventual saída do presidente deposto de sua representação. A ideia é que Zelaya e sua mulher sejam retirados da embaixada em um helicóptero e na companhia de Fernández. O casal é considerado “hóspede” do governo brasileiro, assim como os correligionários de Zelaya.

A interlocutores, Zelaya sinalizou que ficará apenas um período em Santo Domingo. O objetivo, segundo ele, é aguardar que “Pepe” Lobo estabeleça nos próximo dias um “acordo de reconciliação nacional”. Com isso, Zelaya poderia retornar a Honduras livre de riscos e de ameaças de opositores.

Na tarde de hoje (26) os congressistas hondurenhos debatem o conteúdo do decreto de anistia. O objetivo é perdoar todos os envolvidos no golpe de Estado – de 28 de junho de 2009 – que depôs Zelaya. Na ocasião, setores do Congresso Nacional, da Suprema Corte e das Forças Armadas coordenaram a ação e o então chefe do Legislativo, Roberto Micheletti, assumiu a presidência do país.

O governo brasileiro rechaçou o golpe, não reconhece o comando de Micheletti nem legitima a eleição de “Pepe” Lobo. Para o presidente Luiz Inácio Lula da Silva e seus assessores, Zelaya teria de ser reconduzido ao poder e transmitir o cargo a “Pepe” Lobo. As autoridades brasileiras também levantam dúvidas sobre o ambiente político em que foram realizadas as eleições de novembro – quando “Pepe” Lobo saiu vitorioso.

Hoje (26) a Anistia Internacional apelou ao presidente eleito para que investigue os abusos cometidos durante o golpe de Estado. De acordo com o organismo, houve violência sexual contra crianças e mulheres, espancamentos e ameaças de intimidação a autoridades

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 09 de Dezembro de 2016
Quinta, 08 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)