Cassilândia, Sábado, 26 de Maio de 2018

Últimas Notícias

19/05/2015 09:22

Você está preparado para o que vem por aí? Se tiver não precisa ler..

Econômica ou Política: Qual das crises é maior?

Manoel Afonso

Se a maior rede de móveis e eletrodomésticos do país dispensou em Campo Grande a metade dos seus montadores; se o Governo Estadual avisou que não tem condições de atender as reivindicações salariais de funcionários, é sinal de que a crise já chegou.


No caso de nosso Estado, a economia ainda é ajudada pelo dinheiro da boa safra e pelos ganhos notáveis na pecuária. A maioria do dinheiro circulante vem destas duas fontes. Mas quando acabar o dinheiro da ‘safra do bezerro’ neste final de mês e da safrinha do milho, entraremos num segundo semestre de doer.


Não é difícil perceber a extensão desta crise; as placas de vendas e aluguel aumentaram e todos os segmentos comerciais vivenciam queda no faturamento que desaguará nas inevitáveis demissões. Aliás, o custo do dinheiro nunca esteve tão alto. Os juros do cartão de crédito e do cheque especial – pela hora da morte!


Mas o fim da magia da bonança chegou também ao Governo Federal. Se antes tudo era otimismo e que o pessimismo era apenas ‘discurso de derrotados’, basta ler o projeto do ‘Ajuste Fiscal’ para perceber a profundidade do buraco. Além de cortar dinheiro dos investimentos, diminuirá os recursos de áreas importantes para a vida da população, como saúde, segurança e transportes.


A posição do Governo tem sido tão radical que no episódio das aposentadorias acabou sendo criticado até por vários segmentos do PT. O noticiário mostra que o ex-presidente Lula foi chamado para tentar evitar rebeliões e debandadas de algumas lideranças expressivas do partido. Pelo visto, sem sucesso.


Para complicar de vez o quadro governista, as rebeliões de Eduardo Cunha e Renan Calheiros tem desestabilizado de vez o Planalto. Aliados tradicionais, resolveram impor suas regras impondo derrotas humilhantes ao Planalto e com consequências eleitorais previsíveis para o pleito de 2016.


E neste cenário pouco animador para os governistas, há o incômodo diuturno da ‘Lava Jato’, que já atingiu figuras bem próximas ao Planalto e ao PT e que tem merecido espaço diário na mídia. É inegável que essas prisões de empreiteiros e políticos tem aumentado a tensão na cúpula do governo. O clima cada vez mais pesado.
O Governo está fragilizado, sem discurso. O evento de 1º de Maio mostrou isso. Mesmo com a oposição fraca, o Planalto não consegue se reinventar.


Se não há como separar a política da economia, o estoque de mágicas petistas chegou ao final. Luzes acesas; acabou o doce filme de ficção.


De leve...

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sábado, 26 de Maio de 2018
14:57
Cassilândia
10:00
Receita do dia
Sexta, 25 de Maio de 2018
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)