Cassilândia, Sexta-feira, 02 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

02/10/2006 08:35

Veja os eleitos em Mato Grosso

Edilson Almeida/24horasnews

O governador Blairo Maggi deixou o Centro de Eventos do Pantanal, local da apuração e totalização dos votos da eleição deste domingo, da mesma forma que entrou: sabendo que estava eleito. Foi lá mesmo apenas para fazer as chamadas “honras da casa” e confirmar aqueles que vão estar na Assembléia Legislativa e Câmara dos Deputados. Com mais de 920 mil votos, Maggi aplicou uma retumbante “goleada” sobre seu principal adversário, Antero de Barros, do PSDB, e na candidata do PT, senadora Serys Slhessarenko. Conseguiu quase tudo o que queria nas urnas e reduziu a oposição a quatro deputados estaduais e dois deputados federais.

O poderio governista foi ampliado. No Senado Federal, por exemplo, Maggi agora passará a contar com duas cadeiras a seu favor: já está lá Jonas Pinheiro e deve chegar no começo do ano, no lugar de Antero de Barros, o ex-governador Jaime Campos. Na oposição apenas Serys, derrotada nestas eleições. Na Câmara dos Deputados, Maggi já tinha quase todos os aliados – exceção era apenas Carlos Abicalil e Thelma de Oliveira. As duas vozes oposicionistas continuam. A diferença agora é que a coligação governista elegeu pessoas bem mais próximas do governador.

Além de Abicalil e Thelma, foram eleitos: Pedro Henry e Eliene Lima, ambos do PP; Welington Fagundes, do PL, e Carlos Bezerra do PMDB; e Homero Pereira, do PPS, e Valtenir Pereira, do PSB. Perderam assento na Câmara, Ricarte de Freitas, do PTB; Lino Rossi, do PP; Celcita Pinheiro, do PFL; e, Tetê Bezerra, que não disputou a reeleição para dar lugar ao esposo, Carlos Bezerra.

Na Assembléia Legislativa, apenas quatro deputados deverão ficar na oposição: os dois do PSDB, Chica Nunes e Guilherme Maluf; e Saguas Moraes e Ailton Brunetto, ambos do PT. Detalhe: Saguas Moraes não foi oposição radical ao Governo Maggi, ao contrário de sua colega de bancada, Vera de Araújo, que ficou com a segunda suplência nestas eleições. Rondina também não deverá fazer oposição forte ao governador: ele é médico veterinário e sócio da Rede Agrícola Cachimbo.

Na base do governador ficaram: Percival Muniz, Sebastião Rezende, Sério Ricardo, Mauro Savi, João Malheiros todos do PPS; Dilceu Dal´Bosco, Wallace Guimarães, José Domingos Fraga Filho e Humberto Bosaipo, todos do PFL; José Riva, Campos Neto, Ailton Rondina e Maksuês Leite, todos do PP, Walter Rabelo, José Carlos do Pátio, Daltinho e Juarez Costa, todos do PMDB – que na última hora tirou a vaga de J. Barreto; Otaviano Piveta e Carlos Brito, ambos do PDT.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 02 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do Dia
Quinta, 01 de Dezembro de 2016
11:00
Mundo Fitness
10:00
Receita do Dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)