Cassilândia, Domingo, 27 de Maio de 2018

Últimas Notícias

08/06/2016 06:15

Vamos tirar a dúvida: será em Cassilândia ou Marrocos a maior usina solar?

Redação
Foto de usina solar em Marrocos. Crédito na fotoFoto de usina solar em Marrocos. Crédito na foto

Ontem o prefeito Pelarin esteve em Brasilia onde conversou com o governador Reinaldo Azambuja, deputados e senadores. Estava com um dos diretores da usina fotovoltaica que será instalada no município, nas proximidades da Vaca Parida. Também recebeu a notícia do governador sobre a licitação do trevo da UEMS e também de duas pontes para atender a revitalização do Córrego Cedro.

Da reunião teria saido a informação de que em Cassilândia será instalada a maior usina solar do mundo. Procurando no Facebook a reportagem do Cassilândia Notícias encontrou uma matéria no site Momento Curioso de que a maior usina fotovoltaica já está sendo construida em Marrocos.

Leia a matéria:


Quando esse projeto for concluído, cobrirá uma área maior do que a capital do país, Rabat. Espera-se que ele acabará por produzir tanta eletricidade que a nação não só será capaz de satisfazer as suas próprias necessidades de energia, mas também exportar o excedente para a Europa. A primeira parte já foi ligado em um evento onde o Rei Mohammed VI fez a inauguração, e é esperado para começar a produzir 160 megawatts.

Construído próximo da cidade de Ouarzazate, no centro de Marrocos, a usina utiliza tecnologia térmica solar, ao invés de painéis solares fotovoltaicos. Essa tecnologia térmica solar utiliza espelhos, que rastreiam o movimento do Sol, concentrando assim os raios solares para aquecer tubos com óleos. O óleo quente é usado para criar o vapor, que com a pressão faz com que turbinas girem, criando assim eletricidade. A vantagem de utilizar esta técnica é que o óleo pode então ser utilizado para derreter o sal, o qual se agarra a energia, e pode ser usado para produzir energia, mesmo após o sol se põe.

A primeira parte que acaba de ser ativada, é a Noor 1, e é esperado que forneça energia suficiente para centenas de milhares de casas, que fará a produção de eletricidade por até três horas após o por do sol. Quando a usina estiver completa em 2018, será gerado cerca de 560 megawatts de eletricidade, assim abastecendo 1,1 milhões de casas e funcionando 20 horas por dia e ocupando uma área de 24,3 quilômetros quadrados.

Ao concentrar-se a energia do sol para um único ponto, a usina é incapaz de aquecer o óleo até a temperaturas extremamente altas. O país tem a ambição de gerar 42 por cento das suas necessidades de eletricidade com energias renováveis ​​(por meio de uma mistura de energia eólica, hídrica e solar) em 2030 estima-se que 52 por cento sejam através de energias renováveis.

Agora compare isso com o Reino Unido, um país muito mais rico que o Marrocos, e que se comprometeu a gerar somente 30 por cento da sua eletricidade a partir de energias renováveis ​​em relação ao mesmo período de tempo em que o Marrocos.

Até agora o projeto foi de $ 3,9 bilhões em financiamento, com cerca de US $ 1 bilhão provenientes de um banco de investimento alemão e US $ 400 milhões do Banco Mundial. Espera-se que, como o preço da energia solar caindo, ele se tornará mais e mais viável para construir projetos, e deixando cada vez mais a dependência de combustíveis fósseis.

 

O Cassilândia Notícias aguarda informações dos responsáveis pela usina que será instalada em Cassilândia sobre a capacidade da mesma e se realmente a nossa seria a maior do mundo.

Vendo parcialmente a usina solar de Marrocos. Crédito na foto.Vendo parcialmente a usina solar de Marrocos. Crédito na foto.
Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Domingo, 27 de Maio de 2018
Sábado, 26 de Maio de 2018
14:57
Cassilândia
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)