Cassilândia, Quinta-feira, 04 de Junho de 2020

Últimas Notícias

28/03/2020 03:00

UTI para quem tem sobrenome: prefeito diz “verdades” para manter pessoas em casa

Campo Grande News

O prefeito Marquinhos Trad (PSD) não economizou nas “verdades” numa tentativa desesperada de manter pessoas em casa. Nesta sexta-feira (27), ele apelou para uma dura realidade: com apenas 256 leitos de UTI (Unidade de Tratamento Intensivo) na Capital, é provável que pessoas mais pobres não consigam atendimento.

“Imagina que a probabilidade, aqui na nossa cidade, seja 1%” necessitando de tratamento intensivo, disse Marquinhos, que fez cálculos. “Serão 9.150 pessoas. Quem que vai ocupar esses leitos? Quem tem nome e sobrenome. A verdade é essa”, disse chamando a atenção de moradores de vários bairros da periferia.

O chefe do Executivo municipal fez outra ponderação para ressaltar que talvez, nem o dinheiro salve alguém do coronavírus. Lembrou a história de bilionário americano que não conseguiu tratamento. “Olha como a gente não vale nada, ser humano é ‘tititica’”.

Marquinhos também citou ainda a campanha “Milão não para” encampada pelo prefeito da cidade italiana que tem mais de 4 mil mortos pela Covid-19 (doença causada pelo novo coronavírus). Giuseppe Sala se arrependeu e pediu desculpas.

O prefeito, por fim, contou aos expectadores que só hoje 917 pessoas morreram na Itália, que as cremações são coletivas e as despedidas dos pacientes à beira da morte por tablet. Tudo para dizer que todas as medidas restritivas que impôs são para evitar que Campo Grande chegue ao ponto de não conseguir tratar dos doentes.

“É difícil? É difícil. Angustiante, mas é necessário, não temos outra alternativa. Se alguém tiver alternativa diferente, que vai trazer proteção para população, avisa, porque o mundo está querendo saber. Quase a metade da população do planeta está em casa. O mundo inteiro está dentro de casa, será que a gente deve voltar às ruas? Quem está certo nessa história?”. Veja o trecho:

Marquinhos está sendo pressionado pelo setor empresarial a autorizar, principalmente, a reabertura do comércio. Boa parte dos empresariado campo-grandenses é adepto à proposta do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) de isolamento vertical, quando só idosos e pessoas dos grupos de risco ficam confinadas, mas a população economicamente ativa, fica liberar para levar vida normal.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Quinta, 04 de Junho de 2020
Quarta, 03 de Junho de 2020
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)