Cassilândia, Sexta-feira, 20 de Outubro de 2017

Últimas Notícias

17/05/2017 09:20

Uber terá que ter escritório e SAC para atender passageiros na Capital

Midiamax

A empresa Uber terá que ter um escritório e um SAC (Serviço de Atendimento ao Cliente) para atender os passageiros em Campo Grande. De acordo com a Prefeitura, em decreto que regulariza o serviço, publicado no Diogrande (Diário Oficial de Campo Grande) desta terça-feira (16), "as OTTs Operadoras de Tecnologia de Transporte) credenciadas para este serviço deverão estabelecer filial devidamente constituída na cidade de Campo Grande - MS, bem como o Serviço de Atendimento ao Cliente". No caso da Uber, o escritório está no Shopping Pátio Central. 

Em nota, a empresa Uber contestou pontos do decreto que regulamenta os aplicativos de carona denominadas OTTs (Operadoras de Tecnologia de Transporte). Um dos pontos é em relação a liberação de informações para a Prefeitura acessar a plataforma como motorista.

A Prefeitura requer informações sobre origem e destino da viagem; tempo de duração e distância do trajeto; tempo de espera para a chegada do veículo à origem da viagem; mapa do trajeto; itens do preço pago; avaliação do serviço prestado pelo passageiro; identificação do condutor; Identificação do veículo; quilometragem rodada pelos veículos. Segundo o executivo, as informações são necessárias para o "controle e a regulação de políticas públicas de mobilidade urbana".

Outro ponto, na qual a empresa é contrária é em relação a inspeção veicular. No decreto, também é especificado que para dirigir um Uber, os motoristas terão que comprovar aprovação em curso de formação com conteúdo e carga horária igual ao oferecido aos condutores de transporte individual (táxi); apresentar Certidão Negativa Criminal Estadual e Federal; estar inscrito como segurado Instituto Nacional de Seguridade Social ou como MEI (Micro Empreendedor Individual).

Leia nota da Uber:

- A Uber acredita que regulações modernas usam a tecnologia para o bem das pessoas e das cidades. Portanto, é importante frisar que diversos pontos do decreto proposto pela prefeitura de Campo Grande terão um efeito exatamente oposto, burocratizando o acesso à tecnologia. Entre eles:

Pedido de liberação de autorização da Prefeitura para acessar a plataforma como motorista
Hoje, a Uber faz as checagens de segurança e de documentos necessárias para que o motorista entre na plataforma, além de oferecer seguro APP de R$100mil durante a viagem.

Com intermediários desnecessários, o processo fica mais demorado, fazendo com que as pessoas que desejam usar a plataforma para complementar a renda (dirigindo menos de 10 horas por semana, o que engloba cerca de 50% dos motoristas parceiros do Brasil) percam este incentivo
Com menos motoristas parceiros, o serviço fica menos confiável já que os carros demoram mais para chegar, além de ficar mais caro, obrigando as pessoas a usarem seus carros, aumentando o trânsito na cidade.

Inspeção veicular antiquada

A Uber oferece, ao fim de cada viagem, a avaliação mútua - motorista avalia o usuário e o próprio usuário dá uma nota para o parceiro.

Deste modo, o motorista precisa manter uma média maior que 4.6 de 5 estrelas para continuar na plataforma.
Este tipo de avaliação, comum na Internet, é o que faz o serviço se manter bom para todas as partes
Existem outros modos de se fazer inspeção veicular, como o piloto desenvolvido pela Uber em Brasília - os parceiros, aleatoriamente, recebem um pedido de viagem que na verdade é uma inspeção coordenada pela empresa, para assegurar a qualidade dos veículos.

Definição errada sobre as plataformas de tecnologia de mobilidade urbana

A Uber é uma empresa de tecnologia que criou uma plataforma que conecta motoristas profissionais à usuários que desejam este serviço.

Compartilhamento de dados

O Marco Civil da Internet é a lei federal que regula qualquer tipo de compartilhamento de dados no Brasil.

A Uber reforça que é a favor de regulações modernas que usem a tecnologia para bem das pessoas e das cidades. Estamos à disposição do poder público para debater, junto com a população de Campo Grande, o papel das novas formas de mobilidade no Brasil.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 20 de Outubro de 2017
Quinta, 19 de Outubro de 2017
10:00
Receita do dia
Quarta, 18 de Outubro de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)