Cassilândia, Quinta-feira, 08 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

26/10/2014 11:05

TSE lança cartilha que reforça segurança do sistema eletrônico de votação

Agência Brasil

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) lançou a cartilha “Sistema Eletrônico de Votação: Perguntas Mais Frequentes”. O objetivo é esclarecer o eleitor acerca da urna eletrônica e das dezenas de programas que compõem o sistema eleitoral brasileiro, informou o TSE. O texto procura informar e desmistificar questões a respeito da segurança do processo. A cartilha está disponível no Portal do TSE na internet no site do TSE.

Elaborada pela Secretaria de Tecnologia da Informação (STI) do TSE, a publicação esclarece as principais dúvidas e busca familiarizar, ainda mais, o eleitor com o sistema eletrônico de votação brasileiro, utilizado há 18 anos nas eleições do país e aprovado por 94,4% dos eleitores, segundo pesquisa realizada pelo Instituto Sensus em 2010.

O TSE informou também que frequentemente a imprensa e os eleitores procuram o TSE ou os Tribunais Regionais Eleitorais para esclarecer dúvidas sobre o funcionamento e os mecanismos de segurança do sistema eletrônico de votação. Por isso, a Secretaria de Tecnologia da Informação do tribunal decidiu produzir o material, com 17 perguntas e respostas.

Entres as questões abordadas na cartilha estão: Como o eleitor pode ter certeza da segurança das urnas? A urna eletrônica é vulnerável a ataques externos? Como o TSE controla possíveis violações por pessoas que trabalham para a Justiça Eleitoral? Por que o voto não é impresso? Existe mesmo uma chave única que protege todas as mídias das urnas?

O TSE destaca que a urna eletrônica é um microcomputador de uso específico para eleições, com as seguintes características: resistente, de pequenas dimensões, leve, com autonomia de energia e com recursos de segurança. Dois terminais compõem a urna eletrônica: o terminal do mesário, onde o eleitor é identificado e autorizado a votar (em alguns modelos de urna, a identidade é verificada por meio da biometria), e o terminal do eleitor, onde é registrado numericamente o voto.

O tribunal faz questão de reforçar que a segurança do sistema eletrônico de votação é feita em camadas. Por meio de dispositivos de segurança diferentes, são criadas diversas barreiras que, em conjunto, não permitem que alguém ataque o sistema. Em resumo, qualquer ataque causa um efeito dominó e a urna eletrônica trava, não sendo possível gerar resultados válidos.

Outro mecanismo de segurança adotado pelo TSE nas eleições é a implantação do sistema de identificação biométrica do eleitor, que impede que um pessoa vote por outra.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Quinta, 08 de Dezembro de 2016
10:00
Receita do dia
09:00
Maternidade
Quarta, 07 de Dezembro de 2016
20:20
Loteria
10:00
Receita do dia
09:00
Maternidade
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)