Cassilândia, Sexta-feira, 09 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

08/04/2008 14:52

TSE descarta possibilidade de invasão em urnas

Embora no passado tenha sofrido ataque massivo de hackers no dia da eleição, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) deixou claro que não há possibilidade dos sistemas eleitorais sofrerem qualquer tipo de invasão pela Internet. Segundo explicou o secretário de Tecnologia da Informação do Tribunal, Giuseppe Janino, os sistemas funcionam sem qualquer ligação com a rede mundial de computadores. “Não há possibilidade de acesso. As urnas, inclusive, não têm nenhum mecanismo de comunicação e todos os seus dispositivos são lacrados fisicamente”, afirmou, durante a cerimônia de acompanhamento das fases de especificação e desenvolvimento dos programas informatizados a serem utilizados nas eleições municipais deste ano.

Na apresentação para especialistas em tecnologia, representantes de partidos políticos e entidades da sociedade civil, o secretário do TSE explicou como vão funcionar os sistemas para a realização das eleições neste ano. Ele também esclareceu como os partidos poderão fiscalizar todo o processo de votação eletrônica e informou que o próprio TSE vai disponibilizar ferramentas e publicar na internet dados que vão permitir o controle por parte dos técnicos indicados pelas legendas.

Um dos recursos que serão colocados à disposição dos partidos será o dispositivo de assinatura digital, que servirá para validar os programas que serão desenvolvidos para as eleições, os quais serão todos desenvolvidos na plataforma Linux, de código aberto e softwares livres. A assinatura digital servirá para confirmar a integridade da votação, já que as urnas só vão funcionar se reconhecê-la.

Como os partidos terão acesso aos boletins impressos de cada urna com os resultados da votação já no final da votação, eles poderão comparar estes dados com aqueles recebidos pelo sistema de totalização de votos. Poderão, ainda, conferir, por meio das tabelas de correspondência, se as urnas apuradas estão de acordo com as seções para as quais foram enviadas.

Para assegurar a lisura do processo, o TSE realiza ainda uma votação paralela em duas ou quatro urnas sorteadas na véspera da eleição, que é completamente monitorada. A novidade neste ano é que o Tribunal vai contratar uma empresa de auditoria para emitir parecer sobre o processo. Segundo explicou.

Sala de Apresentação

Durante todo o dia, especialistas do TSE farão apresentações sobre o desenvolvimento dos sistemas eleitorais desenvolvidos pela Secretaria de Tecnologia da Informação (STI) do Tribunal. Tais sistemas estarão abertos à visitação de técnicos credenciados até o mês de setembro, quando serão lacrados e enviados aos Tribunal Regionais para a utilização nas eleições municipais.

Para tanto, foi instalada uma sala de apresentação, ambiente com acesso controlado e restrito. A sala está localizada no 1º andar do anexo do Tribunal, em Brasília. Depois que os programas tiverem passado pelo crivo dos especialistas será realizada, na primeira semana de setembro, a cerimônia de assinatura digital e lacração dos sistemas.

A fiscalização dos programas do TSE desde a fase de desenvolvimento e especificação do sistema até o momento da lacração confere transparência aos atos do processo eleitoral. O funcionamento da sala de apresentação durante os próximos seis meses atende à determinação do artigo 66, parágrafo 1º, da Lei 9.504/97 (Lei das Eleições) - conforme redação dada pela Lei 10.740/03. Antes de 2004, os partidos políticos só tinham cinco dias para verificar todos os programas.




TSE

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 09 de Dezembro de 2016
Quinta, 08 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)