Cassilândia, Quarta-feira, 13 de Dezembro de 2017

Últimas Notícias

13/12/2013 08:23

Troca de carro: Qual o momento ideal?

Emanuel Gutierrez Steffen (*)

Após alguns anos de uso de um automóvel é natural que o proprietário deseje trocá-lo por um carro mais moderno. Mas algumas pessoas ficam em dúvida se aquele é o momento ideal para fazer a troca, e quanto essa decisão pode pesar no orçamento. Mas existem alguns fatores que devem ser analisados antes de se desfazer do carro antigo e adquirir um novo.

Ao sair da concessionária, o carro já perde valor (cerca de 30%, segundo estimativas da Assovesp - Associação das Revendas Independentes do Estado de São Paulo) e a cada ano que passa a depreciação do veículo aumenta, principalmente nos dois primeiros anos, então fazer a troca de um automóvel em um curto prazo de tempo não trará nenhuma vantagem financeira ao proprietário. A desvalorização é devida ao lançamento de novos modelos. O ideal acreditam os especialistas, é aproveitar ao máximo esse período para só então fazer a troca do veículo. Alguns profissionais da área automobilística aconselham que o proprietário comece a pensar na troca após o carro completar 60 mil quilômetros rodados, pois é quando, em alguns casos, os gastos com a manutenção começam a pesar por causa dos problemas que costumam aparecer.

Outras pessoas aconselham manter o veículo enquanto durar a garantia oferecida pela montadora ou pelo revendedor, que, nos carros 0 km, pode variar de um a seis anos, pois o custo de manutenção tende a ser mais baixo. Segundo entrevista com o presidente da Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave) publicada no portal UOL, é importante utilizar o período de garantias, que costumam durar entre 18 e 24 meses, antes de vender o carro. Ou seja, já que o valor do veículo vai sofrer depreciação, resta aproveitar a garantia, que é um dos benefícios do carro zero.

A partir do segundo ano de uso, o que diferencia o valor dos veículos é sua manutenção. Um carro bem cuidado e pouco rodado será mais valorizado do que outro do mesmo ano de fabricação, mas em pior estado. Se você fizer a manutenção de acordo com as orientações do fabricante, o preço de seu veículo tende a ficar estável. E é exatamente por isso, que os preços de carros do mesmo modelo com quatro e seis anos de vida, por exemplo, são tão parecidos: o que determina o valor final é o estado de conservação.

Um ponto que deve ser observado são os acessórios. Engana-se quem acha que os opcionais incluídos na hora da compra serão valorizados na venda - caso de ar-condicionado, direção hidráulica e vidro elétrico. Afinal se a pessoa tem 40.000 reais para pagar num carro com acessórios, ela preferirá um zero, e não o usado. O mesmo ocorre com carros importados, e a explicação é a mesma. Por serem veículos mais caros, o cliente desses produtos é privilegiado no aspecto econômico (poder de compra), e muito provavelmente não vai comprar um carro com 15.000 quilômetros. Então, o preço do usado cai mais ainda.

Outra dica importante é avaliar o custo-benefício que o atual veículo oferece. É preciso se fazer algumas perguntas para saber se é a melhor hora para comprar um novo carro: “o veículo faz poucas visitas à oficina? as peças são baratas? as peças e os acessórios são achados com facilidade no comércio local? Se as respostas a essas questões forem positivas, ficar com o carro por mais algum tempo pode ser vantajoso e, além disso, uma maneira de evitar dívidas e gastos desnecessários. E você leitor, qual a sua opinião sobre o assunto? Contribua compartilhando a sua prática, ou experiência, no consumo de automóveis!

(*) com informações de exame.

Disclaimer – A informação contida nestes artigos, ou em qualquer outra publicação relacionada com o nome do autor, não constitui orientação direta ou indicação de produtos de investimentos. Antes de começar a operar no SFN - Sistema Financeiro Nacional o leitor deverá aprofundar seus conhecimentos, buscando auxílio de profissionais habilitados para análise de seu perfil específico. Portanto, fica o autor isento de qualquer responsabilidade pelos atos cometidos de terceiros e suas conseqüências.

(*) Emanuel Gutierrez Steffen – Criador do portal www.manualinvest.com

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Quarta, 13 de Dezembro de 2017
Terça, 12 de Dezembro de 2017
20:48
Loteria
Segunda, 11 de Dezembro de 2017
20:42
Loteria
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)