Cassilândia, Quinta-feira, 30 de Março de 2017

Últimas Notícias

17/08/2011 21:10

Tribunal de Contas suspende repasses de recursos para Cespe aplicar o Enem

Luana Lourenço, Agência Brasil

Brasília - O Tribunal de Contas da União (TCU) aprovou hoje (17) uma medida cautelar para suspender o pagamento do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep) à Fundação Universidade de Brasília, ligada ao Centro de Seleção e de Promoção de Eventos da Universidade de Brasília (Cespe-UnB), contratado sem licitação para a realização do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

No último dia 10, o Inep publicou no Diário Oficial da União o extrato da dispensa de licitação no valor de R$ 372,4 milhões para fazer as edições do Enem nos próximos 12 meses. O valor é considerado um “teto estimado” e deve custear pelo menos duas edições da prova, a próxima, marcada para os dias 22 e 23 de outubro e a do primeiro semestre de 2012, prevista para os dias 28 e 29 de abril.

O TCU questiona o aumento de valores em relação ao contrato anterior, também firmado com o Cespe, de R$ 128,5 milhões. “Os valores quase triplicaram em comparação àqueles despendidos no exercício anterior, chegando à cifra de R$ 372 milhões, sem que fosse demonstrada a compatibilidade dos preços contratados com os de mercado”, disse o ministro José Jorge no despacho.

O TCU deu prazo de dez dias para que o Inep apresente informações que justifiquem o acréscimo no custo do exame. A suspensão dos repasses vale até que o tribunal se manifeste sobre a adequação dos valores envolvidos na contratação.

O Inep informou que não vai se pronunciar sobre a decisão do TCU.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Quinta, 30 de Março de 2017
Quarta, 29 de Março de 2017
20:34
Loteria
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)