Cassilândia, Terça-feira, 06 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

25/10/2004 09:27

TRE julga improcedente ação de Zeca contra juíza

Maristela Brunetto/Campo Grande News

O corregedor regional eleitoral de Mato Grosso do Sul, desembargador João Carlos Brands Garcia, considerou improcedente representação formulada pelo governador Zeca do PT contra a juíza de Deodápolis, Marli Miyuki Nishimura.
Durante o período eleitoral, ela determinou a oficial de justiça que informasse o governador, que estava na cidade, que fazer caminhada naquele horário e local era proibido, o que acabou sendo classificado por Zeca como ditatorial.
Na representação, o governador questiona a proibição de caminhadas à noite em dias de semana e durante o dia aos finais de semana, classificando como determinação contrária a preceito constitucional. A intenção era conseguir medidas para afastar o suposto abuso e contra nota divulgada pela juíza em decorrência das declarações de Zeca.
Foi feita transcrição de declarações do governador – que classificou que a juíza agia “com imaturidade, extrapolando e exorbitando seu papel. Ela não manda em tudo”. Diante destas declarações, o Ministério Público Eleitoral considerou a nota da juíza, lida em emissora de rádio local, como esclarecimento, o que também foi considerado pelo corregedor. Ele argumentou não haver abusos ou ofensas ao governador. Garcia determinou o arquivamento da representação.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 05 de Dezembro de 2016
21:32
Loteria
13:15
Cassilândia
09:00
Maternidade
Domingo, 04 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)