Cassilândia, Terça-feira, 06 de Dezembro de 2016

Últimas Notícias

02/04/2014 17:32

Traficante dá risadas ao ser preso e diz que não acredita na “Lei do Homem”

Campo Grande News
Eliezer acredita que não ficará preso por muito tempo, mesmo tendo sido preso em flagrante (Foto: Cleber Gellio)Eliezer acredita que não ficará preso por muito tempo, mesmo tendo sido preso em flagrante (Foto: Cleber Gellio)

Depois de ser preso em uma ação policial que fechou uma boca de fumo que funcionava na Rua Pelicano, 98, no bairro Morada Verde, em Campo Grande, na manhã de hoje (2), o traficante Eliezer José Borges, 32 anos, deu risadas na delegacia e disse que iria ser solto pelo advogado. “Não acredito na Lei do Homem”, debochou.

Ele foi preso em uma operação comandada por policiais da 2ª DP no Monte Castelo. Além de Eliezer, que também era segurança do comércio ilegal, Jackye Lins Correa, 29, o dono da boca de fumo, também foi detido em flagrante. O primeiro deles, na semana retrasada, tentou matar a tiros um “cliente” de 30 anos.

Conforme o delegado responsável pela ação, Weber Luciano de Medeiros, as investigações tiveram início no dia 20 de março quando Alexandre da Silva Torres, 30 anos, foi baleado com quatro tiros a queima roupa no abdome. Ele foi levado com vida à Santa Casa e recebeu alta médica quatro dias depois.

Após obter informações, o delegado Medeiros e dois investigadores foram ao comércio ilegal de drogas. Lá, objetos sem comprovação de compra foram apreendidos. “Bicicletas, notebook, TV LCD, máquinas fotográficas, celulares e até filmadoras. Tudo, certamente, produto de furto e moeda de troca por drogas”, mostrou o delegado.

Além dos produtos de furto, a polícia encontrou diversas lâminas de cheque, R$ 221 reais em dinheiro, porções de cocaína e crack e um revólver calibre 38. A arma e as lâminas de cheque foram encontradas com Eliezer. Indagado sobre a tentativa de homicídio contra Alexandre, no último dia 20, ele confessou a ação.

Eliezer foi preso em flagrante por porte ilegal de arma, tráfico de drogas e receptação. Em outro inquérito policial, ele responde pela tentativa de homicídio contra Alexandre Torres. “Não estou nem aí porque hoje em dia tem advogado que tira a gente da cadeia. Não acredito na Lei do Homem. Só na Lei de Deus”, disse, dando risadas.

O acusado tem passagens por ameaça, furto e tentativas de homicídio. Ele, inclusive, já foi preso. Já o dono da boca, Jackye, foi preso em flagrante por tráfico de drogas e receptação. Ele tem passagens por falsidade ideológica, porte de drogas, tráfico de drogas, desacato e favorecimento real.

Comentar o que?! Infelizmente o cara ta certo e ponto.
 
vanderlei de brito oliveira em 02/04/2014 20:34:07
Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
Últimas notícias
Scroller Top
Segunda, 05 de Dezembro de 2016
21:32
Loteria
13:15
Cassilândia
09:00
Maternidade
Domingo, 04 de Dezembro de 2016
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)