Cassilândia, Sexta-feira, 25 de Maio de 2018

Últimas Notícias

02/07/2009 08:06

TJMT: Estado deve pagar por trabalho de defensor dativo

24horasnews

Está sedimentado que, à falta do serviço de assistência judiciária prestado pelo Estado, o advogado dativo é nomeado pelo juiz para supri-la, em favor de litigante carente de recursos, fazendo jus aos honorários arbitrados na sentença, a cargo do Erário. Esse é o ponto de vista defendido pelo relator da Apelação nº 123649/2008, desembargador Evandro Stábile, ao não acatar recurso interposto pelo Estado e manter sentença que julgara procedente uma ação de cobrança de honorários advocatícios proposta pelo apelado. Portanto, em Segunda Instância, fica mantida a condenação do apelante ao pagamento de R$ 1 mil, aplicando-se a correção monetária a partir do ajuizamento da ação e juros de mora de 0,5 % ao mês a partir da citação; além de honorários advocatícios fixados em 10% sobre o valor da condenação.

No recurso, julgado pela Terceira Câmara Cível do Tribunal de Justiça de Mato Grosso, o Estado sustentou que a Justiça Estadual seria incompetente para julgar as ações referentes a honorários advocatícios do defensor dativo. Aduziu que a matéria deveria ser julgada pela Justiça do Trabalho, tendo em vista o disposto no artigo 114, inciso I, da Constituição Federal, que estabelece que compete à Justiça do Trabalho processar e julgar: I - as ações oriundas da relação de trabalho, abrangidos os entes de direito público externo e da administração pública direta e indireta da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios.

Consta dos autos que o apelado foi nomeado defensor dativo em várias causas na comarca onde atua. O relator observou que o defensor dativo é colaborador do Estado, cujo vínculo é administrativo e eventuais honorários devem ser buscados junto à Justiça Comum Estadual. Ele explicou que a figura do defensor é similar a do jurado ou mesário da Justiça Eleitoral, que, também, são agentes colaboradores.

“Não se cogita ação trabalhista aforada por jurado ou mesário junto à Justiça do Trabalho pugnando o recebimento de eventual valor devido. O mesmo raciocínio vale para o defensor dativo. Ademais, as relações são administrativas e não de trabalho, motivo que afasta a competência da Justiça do Trabalho”, ressaltou.

Ainda segundo o magistrado relator, o advogado apelado, profissional liberal, exerce o trabalho de forma autônoma, sem vínculo empregatício com o Estado. No caso concreto, a relação do defensor dativo não se aproxima da relação de emprego, haja vista que o Estado, suposto tomador dos serviços, nem tem ciência da nomeação e nem participa da escolha. Compartilharam do mesmo entendimento do relator o desembargador José Tadeu Cury (revisor) e o juiz substituto de Segundo Grau Antônio Horácio da Silva Neto (vogal).

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Sexta, 25 de Maio de 2018
10:00
Receita do dia
Quinta, 24 de Maio de 2018
10:00
Receita do dia
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)