Cassilândia, Terça-feira, 25 de Abril de 2017

Últimas Notícias

11/08/2005 09:25

TJMS decreta intervenção no município de Porto Murtinho

Marília Capellini - TJ/MS

Por unanimidade, na sessão desta quarta-feira, os desembargadores do Tribunal Pleno julgaram procedente o pedido de intervenção estadual no município de Porto Murtinho interposto por R. A. L. de A. por não ter a municipalidade efetuado pagamento de precatório, no valor de R$ 38.078,83, referentes a honorários advocatícios.

Consta dos autos nº 2005.002307-2 que a dívida é de 2002 e em outubro de 2003, credor e município celebraram acordo para pagamento do montante, em única parcela, no mês de maio de 2004. O acordo não foi cumprido e, em setembro de 2004, o devedor requereu prazo de 30 dias para regularização da situação. Diante das ocorrências anteriores, o vice-presidente do TJMS concedeu 15 dias, sendo o prazo improrrogável.

Assim, findo o prazo, o município não saldou a dívida nem apresentou qualquer justificativa. Nessas circunstâncias, o Des. Carlos Stephanini, relator do processo, votou pela concessão do pedido, fundamentando que “não tendo o município honrado a determinação judicial – ferindo o princípio da obrigatoriedade do cumprimento da decisão judicial – ficou sujeito à representação interventiva do Estado”.

“Este Tribunal Pleno, reiteradamente, tem decidido pela decretação de intervenção em caso de não pagamento de precatório. Desta forma, estando demonstrada a inadimplência do requerido que se recusa em dar cumprimento a decisão deste Tribunal, a decretação de intervenção é medida que se impõe (...) devendo esta ser concretizada pelo governador do Estado”, proferiu o relator.

Envie seu Comentário
Os comentários feitos no Cassilândia News são moderados. Antes de escrever, observe as regras e seja criterioso ao expressar sua opinião. Não serão publicados comentários nas seguintes situações:

1. Sem o remetente identificado com nome, sobrenome e e-mail válido. Codinomes não serão aceitos.
2. Que não tenham relação clara com o conteúdo noticiado.
3. Que tenham teor calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade.
4. Que tenham conteúdo que possa ser interpretado como de caráter preconceituoso ou discriminatório a pessoa ou grupo de pessoas.
5. Que contenham linguagem grosseira, obscena e/ou pornográfica.
6. Que transpareçam cunho comercial ou ainda que sejam pertencentes a correntes de qualquer espécie.
7. Que tenham característica de prática de spam.

O Cassilândia News não se responsabiliza pelos comentários dos internautas e se reserva o direito de, a qualquer tempo, e a seu exclusivo critério, retirar qualquer comentário que possa ser considerado contrário às regras definidas acima.
Restamcaracteres.
 
imagem transparente
Últimas notícias
Scroller Top
Terça, 25 de Abril de 2017
Segunda, 24 de Abril de 2017
10:00
Receita do dia
Domingo, 23 de Abril de 2017
Scroller Bottom

  • Idalus Internet Solutions
  • TOP DataCenter e Internet
  • Disponível na AppStore
  • Disponível no Google Play
Rua Sebastião Leal, 845, CEP: 79.540-000, Cassilândia (MS)